Chuva causa estragos nas estradas da Linha Perau das Flores e Linha Rodrigues

2 de outubro de 2018 10:41 | Comunidade , Estrada , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Chuva causa estragos nas estradas da Linha Perau das Flores e Linha Rodrigues Foto: Divulgação

A chuva das últimas horas causou estragos em vários pontos do município de Xanxerê, inclusive nas estradas das comunidades do interior, como é o caso da Linha Perau das Flores e Linha Rodrigues.

O pedido dos moradores é por melhorias nas estradas de acesso para assim facilitar no escoamento dos produtos. “É assim que ficam as nossas estradas após as chuvas. Qualquer chuva, forte ou fraca. Nós das comunidades Perau das Flores e Linha Rodrigues queremos estradas boas, largas, como projetos mostrados de oito metros largura, com valetas laterais e principalmente bueiros”, disse o morador.

Ainda, segundo o mesmo, na estrada, não passam dois carros ao mesmo tempo. “É muito estreita pois quando se encontra dois carros fica difícil, pois um sempre tem que dar marcha ré e, quando se encontra com caminhão de ração ou leite nem se fala, complica ainda mais. Nós aqui no interior pedimos apenas estradas boas. Falo em nome dos moradores: Gilberto Giachini, Celso Greiner, Valdecir Basso, Antônio Bazoti, Luiz Rossetto, Avelino Bodanese e Aristeu Gurgel”.

Em contato com o secretário de Desenvolvimento Agropecuário, de Xanxerê, Edson Zape (Timão), ele explica que agora é necessário aguardar para que as condições do tempo melhorem.

“Agora temos que aguardar pelo menos uns dois dias de sol, para as estradas secarem e ai sim nós começar com o trabalho de melhoria. Nós vamos atender primeiro os pontos mais críticos e depois seguimos com o cronograma. Mas precisamos que tenha tempo seco”.

Trabalhos na cidade

De acordo com o secretário, duas equipes trabalham para a limpeza das vias no perímetro urbano de Xanxerê. “Hoje nós estamos trabalhando na cidade, atendendo os pontos principais e emergenciais. Estamos limpando as vias. Pedimos a colaboração da comunidade”, conclui.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais