Circulação de máquinas agrícolas no perímetro urbano eleva os riscos de acidentes

4 de janeiro de 2019 08:57 | Comunidade , Trânsito , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Circulação de máquinas agrícolas no perímetro urbano eleva os riscos de acidentes Foto: Divulgação

A circulação de máquinas agrícolas em vias públicas é algo comum no cotidiano das cidades do interior, principalmente, devido à necessidade de locomoção entre as áreas de cultivo das atividades agrícolas, como também para transportar insumos até a propriedade ou o ponto de distribuição.

Estas máquinas normalmente se deslocam em velocidades inferiores aos demais veículos na via, bem como suas dimensões normalmente são maiores, o que eleva, consideravelmente, o risco de algum acidente.

De acordo com o 2º tenente da 4ª Companhia da Polícia Militar de Xanxerê, Rafael Forchesatto, esses veículos podem utilizar da via somente se estiverem autorizados e regularizados com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

– Os tratores e colheitadeiras são autorizados a transitar nas vias, mas, para isso, precisam ter o registro e licenciamento do Detran, devendo receber numeração especial, de acordo com o art. 115, § 4º, CTB, ou seja, ser identificado externamente por meio de placas dianteira e traseira, sendo esta lacrada em sua estrutura, obedecidas as especificações e modelos estabelecidos. Também, os aparelhos automotores, destinados a puxar ou arrastar maquinário de qualquer natureza ou a executar trabalhos agrícolas, de construção ou de pavimentação, são sujeitos, desde que lhes seja facultado, transitar nas vias, ao registro e licenciamento da repartição competente, devendo receber numeração especial – explica.

Ainda de acordo com o tenente, para a circulação em vias públicas, o trator deve permanecer com os faróis dianteiros acesos, e estes, devem ser de luz branca ou amarela. Devem possuir dispositivos de sinalização traseira, tais como: lanternas e luzes de freio de cor vermelha, indicadores luminosos de mudança de direção na cor laranja, dianteiros e traseiros.

– Durante o deslocamento em vias as lanternas traseiras devem permanecer acesas, como também os faróis dianteiros. Deve também possuir sinalizadores refletivos indicando veículos de baixa velocidade, fixos no para-lama traseiro, possibilitando assim que outros veículos visualizem as máquinas agrícolas em distâncias seguras, principalmente em locais de pouca luminosidade – conta.

O trator é um veículo automotor destinado à movimentação de cargas, e para ser conduzido em via pública, o condutor precisa ser habilitado nas categorias: C, D ou E.

– Além de atender à todas as recomendações previstas na legislação vigente é importante que o operador mantenha sua máquina com as manutenções em dia, principalmente o sistema elétrico, substituindo as lâmpadas que por ventura estejam queimadas – conclui Rafael.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais