Colegiado se reúne em Xanxerê para discutir demandas regionais

1 de fevereiro de 2018 11:33
Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Colegiado se reúne em Xanxerê para discutir demandas regionais Primeira reunião do Colegiado Regional de Governo da ADR de Xanxerê (Foto: divulgação)

 

O Colegiado Regional da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Xanxerê se reuniu na tarde de terça-feira (30), para a primeira reunião mensal do ano. Para iniciar as atividades a reunião foi realizada no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres, que está localizado no Parque de Exposições Rovilho Bortoluzzi em Xanxerê.

A intenção de descentralizar foi para apresentar o espaço aos membros do Colegiado e ainda explicar como é o funcionamento. Além disso, toda a estrutura pode ser usada pelos demais órgãos do governo para videoconferências e treinamentos com agendamento prévio.

“Foi um momento importante para que o Colegiado pudesse conhecer este espaço que é fantástico e que também poderá ser usado por eles. O coordenador regional Luciano Peri explicou como é a dinâmica do Centro Integrado e do trabalho da Defesa Civil. No estado todo e aqui na nossa regional, a Defesa Civil tem feito um trabalho exemplar”, explicou o secretário executivo Ademir Gasparini.

O Centro Integrado conta com cerca de 160 metros quadrados. Possui gerador de energia capaz de manter o centro operacional mesmo com falta de energia elétrica na cidade. O espaço é composto por recepção, sala do Coordenador Regional, sala de reuniões, sala de situação, banheiro, cozinha, depósito e estacionamento.

Aedes aegypti

Durante a reunião também foram tratados assuntos referentes ao combate do mosquito Aedes aegypti. O gerente de saúde da ADR de Xanxerê, Uilian Cavalheiro, ressaltou a importância da formação das comissões para fiscalizar os prédios públicos do Estado. “Cada órgão representativo do Governo do Estado precisa formar a sua comissão para que realizem a fiscalização com frequência e apresentem relatórios. É importante esta fiscalização e é uma das ações no combate ao mosquito. Nós também precisamos fazer a nossa parte”, explica.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais