Conheça a história de Zandiro, o proprietário da primeira loja de discos de Xanxerê

Ele foi o primeiro proprietário de uma loja de discos e, inclusive, o homem que encontrou o sinal de TV disponível no município

5 de setembro de 2018 18:18 | Comunidade , Lance Notícias , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Conheça a história de Zandiro, o proprietário da primeira loja de discos de Xanxerê Zandiro Gehlen, de 85 anos. (Fotos: Alessandra Bagattini/Lance Notícias)

Zandiro Gehlen, de 85 anos, possui um acervo em sua memória. Dedicado a área de eletricidade, ele veio para Xanxerê em 1959. Aqui, criou raízes e seus filhos. Ele foi o primeiro proprietário de uma loja de discos e, inclusive, o homem que encontrou o sinal de TV disponível no município.

Natural de Guaporé (RS), ele possui cinco filhos, 11 netos e dez bisnetos. “Comecei a trabalhar em Guaporé, lá eu fiz curso de eletricista e tinha uma eletrônica e foi lá que comecei com minha profissão. Em 1952, em vim para Xaxim, trabalhei com serviços de eletrônica e consertava rádios. Fiquei ali de 1952 a 1955 e casei. Daí, como não tinha muito trabalho, eu fui morar em Cordilheira, na Linha Bento e trabalhei com caminhão por quatro anos”.

Zandiro veio para Xanxerê para trabalhar em uma usina hidrelétrica. “Em 1959, quando instalaram a primeira usina da região, faltava eletricista, então em vim morar para cá, aqui em Xanxerê. Entrei na empresa cuidava da rede de energia. Quando entrou a energia eu parti para o rádio. Na minha casa montei minha oficina de rádio e instalação elétrica e trabalhava com isso”.

O sinal da televisão foi descoberto em 1968. Depois isso, Zandiro se dedicou para a instalação de repetidoras – que levavam o sinal de TV.

“Em 1968 é que eu pesquisei o sinal de televisão e foi o primeiro que chegou na região, lá onde está a emissora hoje. Foi aí que eu descobri que a TV de Porto Alegre pegava, mas não imaginava que havia possibilidade de ter uma TV e como eles queriam vir para cá, tivemos que fazer uma rede de sinal. Depois disso entrei firme na televisão, lá foi colocado uma repetidora. Tínhamos uma lojinha aqui e entramos com a venda de televisões e eu montava repetidoras. Na época eu instalei seis, só em Xanxerê. Elas serviam para levar sinal da TV para as comunidades”.

Quando teve a inovação e criação de parabólicas, Zandiro mudou-se para o Mato Grosso, onde adquiriu mais experiências. “Em 1986 saiu o satélite e até ali não tinha parabólica. Quando lançaram eu fui direto para São Paulo para trazer para Xanxerê e região. Eu fui lá e consegui parceria com a empresa, mas era muito caro e ninguém queria instalar. A minha ideia era conhecer o Mato Grosso e instalar lá. Ai o Prefeito da época daqui tinha uma fazenda lá e eu fiquei por quatro anos trabalhando lá”.

Aos poucos Zandiro foi se desligando da profissão, ele comenta que a tecnologia avançou muito e seu trabalho foi perdendo espaço.

“Depois do Mato Grosso vim para cá de novo. Tive a primeira loja de discos da região. Como eu viajava muito para São Paulo, eu trazia para vender aqui. Nós tínhamos a loja no centro e nossos filhos nos ajudavam, isso até 1995. Ai os filhos não quiseram seguir o nosso ramo, então paramos com a loja. Parei efetivamente há uns 10 anos. Mas foi esse meu histórico”.

Atualmente Zandiro curte a vida ao lado de sua esposa. “Eu trabalhei muito, cuido da minha saúde e agora curto a vida com minha esposa e meus filhos”, conclui.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais