Controle de zonoose: “está faltando estrutura”, diz prefeito Menegolla

4 de julho de 2018 10:55
Animais , Lance Notícias , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Controle de zonoose: “está faltando estrutura”, diz prefeito Menegolla Foto: Divulgação

A implantação do centro de controle de zoonese em Xanxerê é uma reivindicação antiga da população, especialmente das ONGs que prestam serviços de apoio aos animais de rua do município.

O prefeito Avelino Menegolla, esteve em entrevista à Rádio Super Difusora na manhã dessa quarta-feira (04) e comentou como estão os andamentos para a efetivação do Programa de Controle de Zoonose em Xanxerê.

De acordo com o prefeito, uns dos maiores problemas enfrentados para a efetivação dos serviços é a dotação orçamentária, tendo em vista que deverão ser contratadas mais pessoas para cuidar dos atendimentos.

“Na época do prefeito Bruno fizeram um local para absorver os animais, mas isso é criar mais um problema. Nós temos que conscientizar primeiro a população. Quem quer ter o animal, precisa cuidar dele, porque se nós formos cuidar também dos animais dos outros não temos como. Nós temos que priorizar a saúde das pessoas que não estamos conseguindo atender. Que nós temos o compromisso, nós temos, que é de ajudar a achar caminhos. O município tem montado uma equipe, só que está faltando estrutura. Se você vai pegar o animal que está lá na rua, precisa saber onde vai colocar ele. Se eles forem para um abrigo de animais, precisa ter pelo menos quatro pessoas para atender, porque é 24 horas, não pode deixar o animal sozinho. Então são quatro pessoas que você tem que colocar e sem contar o custo que tem com a alimentação dos animais”.

Segundo Menegolla, reuniões já vem sendo realizadas com o Ministério Público e um edital para contratar uma clínica veterinária que será responsável pelas castrações dos animais de rua já foi aberto.

“O MP está cobrando e nós dentro do possível estamos fazendo dentro das nossas condições. Já tínhamos uma pessoa que tivemos que tirar do quadro em função da folha de pagamento. Mas a gente tem que achar caminhos e esses caminhos temos que buscar com a comunidade junto. Estamos vendo uma empresa que vai fazer as castrações de animais, então a Secretaria de Administração está buscando esse entendimento para que nós possamos ajudar nesse sentido”.

O prefeito ainda agradece os trabalhos que as ONGs vêm desenvolvendo no município. “Você não sabe a hora que a cadela de rua vai entrar em cio e vai gerar mais problemas pela frente. Esse é o problema e é nessa parte que temos que auxiliar. Nós temos essas ONGs, inclusive o Bem Estar Animal que está fazendo uma promoção para arrecadar recursos e auxiliar nesse processo, essas coisas são importantes fazer e eu vou ser parceiro deles”.

 

Leia também:

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais