Corpo de Bombeiros busca apoio na Câmara para fortalecer estrutura tecnológica

9 de outubro de 2019 13:13 | Visualizações: 436
Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Corpo de Bombeiros busca apoio na Câmara para fortalecer estrutura tecnológica Foto: divulgação

Em visita realizada ao presidente da Câmara Arnaldo Thomaz Almeida Lovatel, pelo comandante do 14º Batalhão de Bombeiros Militar de Xanxerê, Tenente Coronel Walter Parizotto e o aspirante Amaral, foi apresentado ofício solicitando auxílio para aquisição de equipamentos tecnológicos.

Trata-se de um recurso na ordem de R$ 52.399,45 que vai possibilitar aprimorar e fortalecer a estrutura de análise e vistorias pela Seção de Atividade Técnica (SAT), instalada junto ao 14º Batalhão de Bombeiro Militar.

O pedido será analisado nos próximos dias pela mesa diretora, segundo o presidente da Câmara.

— Acho que a Câmara tem sido parceira em muitos projetos que beneficiam e favorecem a comunidade. Neste caso, se busca dar agilidade no sistema que atende as consultas e avaliações de projetos. O pedido será analisado pela mesa diretora assim que retornarmos de viagem onde estamos cumprindo agenda programada anteriormente — afirmou o presidente Arnaldo Lovatel.

Estão inclusos no projeto apresentado, a aquisição de monitores e computadores específicos para iniciar a análise digital de Projetos Preventivos Contra Incêndio e Pânico (PPCI), melhorando assim as condições de trabalho do efetivo da Seção de Atividade Técnica e maior dinamismo no serviço. Isso pretende reduzir o tempo das vistorias e aprimorar o serviço prestado à comunidade.

Em 2018, a Câmara já efetuou remanejamentos financeiros ao município, o que permitiu a prefeitura desenvolver ações que beneficiam toda a comunidade na área de segurança, como o projeto de lei nº 4, no valor de R$ 50 mil, para ampliar a rede física de saúde na estrutura do SAMU junto ao 14º Batalhão do Corpo de Bombeiros e o projeto de lei nº 8, de R$ 20 mil, para atender a Delegacia de Proteção à Mulher, Criança, Adolescente e Idoso de Xanxerê.

 


Por: Patrícia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais