Corpo de bombeiros combatem 29 incêndios em um mês em Xanxerê

5 de julho de 2016 10:38
Bombeiros , Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Corpo de bombeiros combatem 29 incêndios em um mês em Xanxerê Os incêndios em vegetações rasteiras pedem uma atenção redobrada quando registrados perto de residência. (Foto: Patricia Silva / Lance Notícias)

Os incêndios em vegetação rasteiras são comuns principalmente em época de calor, pois o principal combustível para que esses incêndios ocorram é a presença de capim seco. Porém esse tipo de incêndio também é comum no inverno devido as geadas que ocorrem e acabam de certa forma queimando a vegetação.

Nos últimos ­­30 dias segundo o corpo de bombeiros, foram registrados mais de ­­29 incêndios em Xanxerê e por mais que incêndios deste tipo possam ter causas naturais, a maioria dos que ocorrem atualmente acontece por causa da ação descuidada do homem. Segundo Major Parizotto, os incêndios em vegetações rasteiras pedem uma atenção redobrada quando registrados perto de residência, “é natural que ocorra os incêndios florestais, pois que ele ocorra é necessário o capim seco, que é combustível perigoso, em função do frio esse material nesse momento é abundante e tende a piorar. O problema é que todo incêndio começa por uma origem humana, o fogo não se do início sozinho, os incêndios florestais têm um culpado, mas o principal cuidado é quando é registrado próximos a moradias, pois essas casas ficam em situação de risco”.

Para que esse número não aumente é necessário a prevenção, pontas de cigarro atiradas em beiras de estrada, fogueiras mal apagadas ou mesmo incêndios criminosos provocados intencionalmente, são cada vez mais comuns, para evitar é necessária uma conscientização geral da população, pois além das queimadas se propagarem para a vegetação que está próxima, acabam trazendo riscos para uma maior quantidade de pessoas.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais