Corpo de Bombeiros faz balanço de ocorrências atendidas no ano de 2018

10 de janeiro de 2019 15:13 | Bombeiros , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Corpo de Bombeiros faz balanço de ocorrências atendidas no ano de 2018 (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

O Corpo de Bombeiros de Xanxerê realizou, neste início de ano, um balanço das ocorrências atendidas ao longo de 2018. Foram mais de 11 mil ocorrências atendidas, sendo que as ocorrências que mais se repetiram foram atendimentos pré-hospitalares e acidentes de trânsito.

De acordo com o comandante do 14º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Xanxerê, tenente coronel Walter Parizotto, 2018 foi um ano intenso e difícil para a corporação. Segundo ele, o número de ocorrências aumentou. Em contrapartida, o efetivo diminuiu.

– Tivemos um número de ocorrências elevado. Nossa demanda não caiu, ao contrário do nosso efetivo. Lutamos o ano todo para manter o serviço ativo em todos os quartéis do batalhão, não conseguimos isso. Por diversas vezes tivemos de fechar quartéis, interromper parte do serviço – comenta.

Mesmo assim, o quartel realizou diversas atividades operacionais durante o ano como perícias, vistorias, mas, segundo Parizotto, essas atividades poderiam ser feitas com maior agilidade caso o efetivo fosse maior.

O comandante destaca que muitos serviços ficaram reprimidos e auxílios foram repassados para outros órgãos.

– Muita coisa ficou reprimida, muitos auxílios deixaram de ser prestados, alguns foram repassados para outros órgãos. Foi um ano bem difícil, bem complicado e observa-se que sempre a população precisa e muito do serviço de bombeiros – destaca.

A expectativa é que, neste ano, os serviços nos quarteis de cidades menores não sejam interrompidos, prestando um melhor atendimento à comunidade.

– Não podemos dizer que teremos a equipe completa neste ano de 2019. Mas, com a possibilidade de mantermos o serviço ininterrupto nos quarteis menores, acreditamos que os números de 2019 sejam significativamente mais expressivos – conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais