Correios de Xanxerê retomam suas atividades nesta quarta-feira (10)

9 de maio de 2017 11:47
Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Correios de Xanxerê retomam suas atividades nesta quarta-feira (10) Correios de Xanxerê adere à greve (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

A greve Nacional dos Sindicatos encerrou na segunda-feira (8), as 22h, o que fez com que várias agências retomassem hoje suas atividades normais. Mas, por determinação do Sindicato do Estado, os trabalhadores podem optar por ficar em greve mais um dia, retomando as atividades somente na quarta-feira (10).

Nessa terça-feira (9), será realizado uma reunião em Florianópolis para rever os pontos que estão sendo reivindicados. O representante dos Correios de Xanxerê, Rogério Possamai, explica quais foram os pontos já discutidos com as empresas, Tribunal Supremo do Trabalho e a Federação dos sindicatos Ampliados.

“As principais discussões em Nível Nacional foram, a demissão motivada que pretende demitir em torno de 25 mil funcionários do pais, fechando aproximadamente 200 agências. Uma das soluções é a abertura de um plano de demissão incentivada, oferecida para os funcionários que querem se aposentar por tempo de serviço dentro da empresa, reduzindo o número de trabalhadores e sobrecarregando os demais”, explica Rogerio.

O representante dos correios explica que as empresas haviam determinado que com apenas 21 meses de trabalho o funcionário teria direito de tirar suas férias, alegando que isso serviria para equilibrar a situação financeira das empresas.

“Essa determinação acarreta em problemas de saúde, por temos que trabalhar mais, todas as programações de férias com a família deveriam ser esquecidas para cumprir os horários que são impostos”, comenta Rogério.

Outro fator que está atrapalhando as condições de trabalho de distribuição é a entrega alternada que foi adotada há mais de um ano, os carteiros não passam todos os dias pela mesma casa o que acarreta em problemas com os moradores.

“Como não passamos todos os dias no mesmo lugar muitas correspondências que deveriam ser entregues com prazo acabam atrasando, fazendo com que os morados se desloquem até a nossa agência para buscar suas correspondências. Uma das nossas reivindicações é que volte a forma de distribuição que tínhamos antigamente”, explica Rogério.

O coordenador salienta que uma das coisas que já conseguiram é a compensação dos dias parados, o desconto que seria correspondente a todos os dias não será efetuado, apenas poderá ser descontado o dia (28), que representou uma paralisação geral.


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais