Cozinheira voluntária de Xanxerê será homenageada durante a Semana Folclórica

20 de agosto de 2019 14:16 | Visualizações: 646
Comunidade , Cultura , Política Compartilhar no Whatsapp
Cozinheira voluntária de Xanxerê será homenageada durante a Semana Folclórica Ilda acompanhada de seu esposo Jaime e de Fernandes Tombini, em 2004. Foto: Arquivo Pessoal

Desde criança, Ilda Bavaresco Cipriani ajuda em casa com os afazeres domésticos. Foi por meio da tia que a criou desde pequena que aprendeu as deliciosas receitas típicas da Itália. Por gostar de cozinhar, Ilda sempre se envolveu em afazeres comunitários, inclusive com a tradicional Festa Italiana que acontece todos os anos em Xanxerê.

E, é por conta de seus dotes culinários é que foi escolhida para receber o diploma de Reconhecimento e Promoção dos Mestres e Mestras dos Saberes e Fazeres da Cultura Popular. Ilda será homenageada a mestre cozinheira – comida típica vêneto/italiana.

Segundo ela, a ajuda em preparar comidas vem de longas datas, há mais de 30 anos. Ela lembra que prepara alimentos desde as primeiras edições da Femi em uma barraca que funcionava a Câmara Junior, hoje JCI.

– Eu trabalho com a comunidade de forma voluntária desde que o Pedro Paulo era pequeno, isso já faz mais de 30 anos. Eu aprendi em casa a cozinhar com a minha tia, porque a gente morava no interior e precisava fazer os afazeres domésticos, lidar na terra, tirar leite e cozinhar. E é uma tradição repassar os conhecimentos dos mais velhos aos mais novos, então eu sempre aprendi e até hoje aprendo algo diferente na cozinha – conta.

Ilda foi surpreendida pela indicação do seu nome para receber a homenagem. Ela comenta que é gratificante esse trabalho de voluntariado, pois pode ensinar muitas pessoas, mas também aprender com eles.

– Foi uma surpresa porque não fiz tanto para a sociedade, poderia ter feito muito mais. Tudo o que eu fiz foi com amor. O trabalho é gratificante porque a personalidade é edificada através do trabalho, da partilha de conhecimento, porque eu sempre fui aprendendo com os outros, então estou muito feliz pelo reconhecimento – conclui.


Por: Carol Debiasi

Deixe seu comentário

Saiba Mais