Décimo terceiro: economista orienta usar salário para quitar dívidas e fazer poupança

6 de dezembro de 2018 14:46 | Comunidade , Economia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Décimo terceiro: economista orienta usar salário para quitar dívidas e fazer poupança Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

O 13° salário é um pagamento a mais que os trabalhadores recebem no ano. O dinheiro é muito aguardado pelos brasileiros, que esperam a graninha extra para sair do vermelho e para ajudar nos gastos com as festas de fim de ano e presentes de Natal.

O economista xanxerense Celito Pandolfi orienta para que a população utilize o dinheiro, antes de tudo, para quitar dívidas.

– Cerca de 60% da população economicamente ativa vai regularizar contas em atraso. Grande parte, ou quase todo o dinheiro será destinado para isso. Outros 30% é aquela população que não possui nenhum grau de endividamento. Esta vai manter a disciplina, vai depositar o dinheiro na popança e parte vai para os gastos de fim de ano – explica.

Tem direito ao benefício os trabalhadores que tem carteira assinada. Isso vale para trabalhadores rurais, temporários, domésticos, aposentados e pensionistas. Trabalhadores autônomos e aqueles que não têm carteira assinada não tem direito ao benefício.

– Uma dica é que o real é uma moeda muito forte, o comércio está pré-disposto a não perder nenhum cliente que está em atraso, então é importante que a pessoa vá na empresa, peça desconto. Uma coisa é certa: pela época que o Brasil está vivendo é preciso pensar em alternativas – comenta.

O pagamento do benefício é geralmente feito em duas parcelas. Por lei, a primeira deve ser depositada até 30 de novembro. O prazo máximo para a empresa depositar a segunda é no dia 20 de dezembro.

Com informações G1


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais