Defesa Civil recomenda cuidados extras para enfrentar o frio intenso dos próximos dias

10 de junho de 2016 13:38
Clima Compartilhar no Whatsapp
Defesa Civil recomenda cuidados extras para enfrentar o frio intenso dos próximos dias Frio requer atenção (Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias)

A Defesa Civil de Santa Catarina recomenda alguns cuidados extras diante da previsão de temperaturas baixas que devem retornar à marca negativa nos próximos dias. De acordo com a gerência de monitoramento e alerta, a condição de frio intenso permanece. Segundo o diretor de prevenção, Fabiano de Souza, a massa de ar polar ganha força nos próximos dias e as madrugadas entre os dias 11 e 12 serão mais frias, com temperatura entre -6°C e -8°C nas áreas mais altas.

Segundo o monitoramento da Defesa Civil, a condição de neve entre a noite de sexta-feira, 10, e madrugada de sábado, 11, está mantida. No período deve ser registrada geada nas áreas altas do Estado, como Serra e Planaltos. Os dados são referenciados a previsão do Ciram, órgão de meteorologia de Santa Catarina.

A Defesa Civil intensificou a emissão de avisos e alertas sobre a queda nas temperaturas e o avanço dessa massa polar que está sobre o Estado. O secretário Rodrigo Moratelli desencadeou uma operação que mobiliza todos os 20 coordenadores regionais da Defesa Civil catarinense, que atuam em conjunto com as coordenadorias municipais e a assistência social de cada prefeitura para atender em especial quem vive nas ruas.

“A intenção é reduzir os riscos de problemas por causa do frio, então é importante que pessoas em situação de vulnerabilidade recebam atendimento e encaminhamento para abrigos públicos, abertos pelas prefeituras,” destacou.

A Defesa Civil ainda reforça as recomendações por conta da queda nas temperaturas e da permanência do ar polar que afeta o Estado.

Recomendações da Defesa Civil SC:

Onda de frio: atenção com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. Além disso, abrigar animais domésticos nas noites mais frias. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em virtude das doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) é essencial tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos. Essas medidas são de grande valia na prevenção destas doenças, ressaltando que crianças e pessoas idosas são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e devem estar mais atentas.

Geada: agricultores deverão tomar medidas preventivas.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais