Demut ainda não recebeu orientação de como vai ocorrer a aplicação de multas em pedestres

10 de janeiro de 2019 10:45 | Comunidade , Trânsito , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Demut ainda não recebeu orientação de como vai ocorrer a aplicação de multas em pedestres Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

O assunto já foi debatido em 2018, mas voltou à tona em 2019: pedestres que forem flagrados atravessando a rua fora da faixa de pedestres poderão ser multados. Essa é apenas uma das mudanças previstas nas leis de trânsito para este ano.

A partir do dia 1º de março de 2019, se o pedestre for flagrado andando fora das áreas determinadas, poderá pagar multa de R$ 44,19, enquanto o ciclista deverá arcar com R$ 130,16.

As mudanças são válidas para todo o país e, em Xanxerê, a medida ainda não foi estudada. Segundo o que informou o Departamento Municipal de Trânsito (Demut), o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) não repassaram nenhuma notificação para o município. Caso algo seja encaminhado, o município passará a estudar como vai realizar as notificações.

Por parte da Polícia Militar, um trabalho de conscientização poderá ser elaborado antes das aplicações das multas.

Para a aplicação da multa, o agente de trânsito ou autoridade que constatar a infração deverá preencher um auto de infração, que pode ser eletrônico, com o nome completo, documento de identificação e, quando possível, com o endereço e o CPF do infrator. No caso de ciclistas, o agente deve anotar o número de identificação, que fica no quadro da bicicleta. O infrator deverá ser abordado e notificado da autuação. Caso ele não recorra, a autuação se tornará multa, que poderá ser paga via boleto ou até mesmo com cartão de crédito, conforme o Denatran. Caso o infrator não repassar o endereço, a multa ficará vinculada ao CPF.

Leia também:

Pedestre flagrado atravessando a rua fora da faixa será multado a partir de março


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais