Descarte corretamente o seu lixo eletrônico neste sábado (13)

13 de maio de 2017 08:00
Comunidade , Evento , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Descarte corretamente o seu lixo eletrônico neste sábado (13)

 

Você sabe como descartar lixo eletrônico, como aparelhos eletrônicos, pilhas e lâmpadas? A maioria das pessoas não sabe, mas o que todos precisam ter em mente é que eles não podem ser depositados no lixo convencional. Para isso, o Senai de Xanxerê promove mais uma edição do Recicla Xanxerê.

O evento está marcado para este sábado, dia 13, na Praça Tiradentes. Entre as 9h e as 15h, todo o lixo eletrônico poderá ser levado no local que ele ganhará o descarte correto.

 

Problemas causados pelo descarte inadequado

– Este descarte é feito quando o equipamento apresenta defeito ou se torna obsoleto (ultrapassado). O problema ocorre quando este material é descartado no meio ambiente. Como estes equipamentos possuem substâncias químicas (chumbo, cádmio, mercúrio, berílio, etc.) em suas composições, podem provocar contaminação de solo e água.

– Além do contaminar o meio ambiente, estas substâncias químicas podem provocar doenças graves em pessoas que coletam produtos em lixões, terrenos baldios ou na rua.

– Estes equipamentos são compostos também por grande quantidade de plástico, metais e vidro. Estes materiais demoram muito tempo para se decompor no solo.

 

Onde jogar? Descarte correto e reutilização

– Para não provocar a contaminação e poluição do meio ambiente, o correto é fazer o descarte de lixo eletrônico em locais apropriados como, por exemplo, empresas e cooperativas que atuam na área de reciclagem.

– Celulares e suas baterias podem ser entregues nas empresas de telefonia celular. Elas encaminham estes resíduos de forma a não provocar danos ao meio ambiente.

– Outra opção é doar equipamentos em boas condições, mas que não estão mais em uso, para entidades sociais que atuam na área de inclusão digital. Além de não contaminar o meio ambiente, o ato ajudará pessoas que precisam.

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais