Dom herdado de família: conheça a história do massagista Bruchez

16 de agosto de 2018 15:05
Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Dom herdado de família: conheça a história do massagista Bruchez (Foto: Alessandra Oliveira/Lance Noticias)

O xanxerense Vino Bruchez, de 60 anos, é conhecido por boa parte do município. Mais conhecido como massagista Bruchez, ele atende pessoas de todas as idades e leva essa profissão consigo há mais de 30 anos.

Bruchez comenta que o mais comum é as pessoas procurarem ele quando sofrem alguma lesão ou sentem alguma dor. Mas, ele também realiza acompanhamentos e faz massagens relaxantes.

Sobre o início da profissão, ele conta que faz massagem desde pequeno, pois cresceu vendo sua mãe e sua avó fazendo esse trabalho.

“Desde que me conheço por gente faço massagem, vem de família, minha avó e minha mãe faziam e eu aprendi, ai depois fiz curso e me profissionalizei. É um dom que a gente tem, que vem passando de um para o outro, é de família. Eu fui o único que consegui fazer mesmo. Tenho um irmão que faz um pouco de massagem, mas eu quem faço mais, que levei o dom da família”, conta.

Ele atende em sua casa, durante o dia, mas conta que já recebeu pessoas em horários inusitados e os atendeu, pois reclamavam de muita dor.

“Tem bastante gente com problema na coluna que me procura, faço massagem no corpo inteiro. Muitos vem só para fazer a massagem, outros vem machucados, com pé torcido, joelho torcido, coisa fora do lugar e como tenho curso de massoterapia, faço massagens relaxantes e também quando as pessoas vem aqui machucadas, com dor”.

Mesmo sendo um dom de família, Bruchez comenta que das suas duas filhas, nenhuma expressou a vontade de seguir a mesma carreira que o pai, mas ele conta que se sente realizado com a profissão.

“Sempre adorei fazer massagem, via minha avó, minha mãe fazer e eu sempre soube que queria fazer isso. Muitas pessoas tem medo de mexer quando a pessoa está machucada, eu não tenho medo, porque sei como mexer e adoro fazer isso”, conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais