Educação apresenta ações para ano letivo 2018

10 de fevereiro de 2018 17:29
Comunidade , Educação , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Educação apresenta ações para ano letivo 2018 Foto: divulgação

Cerca de 501 mil estudantes da rede estadual iniciam as aulas na próxima quinta-feira, 15. Para apresentar as ações e os programas que serão executados durante o ano, o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira, 9, em Florianópolis. O secretário falou na continuidade do seu trabalho, após convite feito pelo vice-governador Eduardo Pinho Moreira, na sexta-feira passada, 2, para que permanecesse na pasta. Deschamps destacou a permanência da sua equipe e a consolidação dos programas em execução pela Secretaria.

O foco da coletiva foram as três áreas de atuação da Educação: Pedagógica, Infraestrutura e Gestão.  Na área Pedagógica, destaque para a continuidade do Ensino Médio Integral em Tempo Integral ofertado este ano em 30 escolas, sendo 13 com oferta para a  1ª e 2ª série, e 17, que iniciam o programa este ano, ofertarão apenas a 1ª série. A novidade desta área é o primeiro Ciclo de Avaliação do Ensino Médio da Rede Estadual, que irá avaliar 11.600 estudantes matriculados na primeira série do Ensino Médio, em 126 escolas estaduais. O objetivo é monitorar os programas em desenvolvimento e resultados para o planejamento de políticas e ações estratégicas voltadas à melhoria da qualidade do ensino.  A 1ª etapa está prevista para março, com a avaliação.

A Secretaria aderiu este mês o Programa Mais Alfabetização, que visa fortalecer e apoiar as escolas no processo de alfabetização dos estudantes matriculados nos 1º e 2º anos iniciais do ensino fundamental.

A Tecnologia Educacional também estará em evidência este ano. Em consonância com as metas do Plano de Inovação e Tecnologia Educacional de Santa Catarina (PEITE/SC), estão sendo adquiridos, por meio de registro de preço, com investimento de R$ 96,5 milhões, diversos equipamentos para todas as escolas, como: computadores, notebooks, tablets, lousas digitais, televisores, projetores entre outros, que serão entregues durante o ano.
Sobre conectividade o foco é na conexão de 100Mbps para 100 escolas, as escolas do EMIEP, EMITI e EMI que receberão 30Mbps, e as 370 escolas que passarão a trabalhar com 10Mbps. Ainda em tecnologia, os aplicativos Professor e Estudante Online receberão diversas melhorias e funcionalidades, inclusive com acessibilidade para deficientes visuais. Após o projeto piloto, que beneficiou 7.353 alunos da Capital, a expectativa é disponibilizar a matrícula online para toda as escolas do Estado.

Material escolar

Kits diferentes para alunos do Ensino Fundamental Anos Iniciais, Anos Finais, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos estão sendo entregues nas regionais para serem repassados as escolas. Os alunos beneficiados são os com maior vulnerabilidade social. Os kits contém: lápis, caneta, borracha, régua, tesoura, canetinha, compasso, esquadro, transferidos, entre outros, dependendo da modalidade de ensino. O investimento é de R$ 4.730.855,01.

Alimentação escolar

Na alimentação escolar o destaque é o novo modelo de contagem da alimentação escolar implantado em 2017 em 400 escolas. Cada aluno recebeu uma carteirinha e toda vez que vai se alimentar na escolar passa pela leitura eletrônica por meio do tablets ou leitor de código de barras para contabilizar o consumo. A ferramenta gerou economia e tornou o sistema mais transparente e eficaz. A meta para este ano é implantar a contagem em todas as escolas com mais de 500 alunos, além de capacitar os gestores escolares e servidores responsáveis pelo processo da alimentação escolar para utilizarem a ferramenta.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais