Em um ano, casa Acolhedora já abrigou mais de 500 pessoas em Xanxerê

25 de julho de 2016 16:32
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Em um ano, casa Acolhedora já abrigou mais de 500 pessoas em Xanxerê O local é destinado à acompanhantes de pacientes internados no HRSP (Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias)

 

Ter algum familiar internado em um hospital, além de ser muito doloroso para a pessoa, acaba maltratando muito os familiares que acabam deixando suas casas e vidas de lado para se tornar acompanhantes. Pensando nessas pessoas, o Hospital Regional São Paulo (HRSP), que recebe pacientes de toda a região criou há um ano a Casa Acolhedora Madre Bernarda.

Em um ano de funcionamento foram mais de 500 pessoas que passaram pelo local. Na casa, são os próprios acompanhantes que preparam as refeições, cuidam da limpeza do local e organização. Todos os produtos e alimentos utilizados no local são decorrentes de doações. A casa, localizada nas proximidades no HRSP é alugada.

“Comemoramos ontem (24) um ano e, essa casa como vínhamos sonhando ela veio para cumprir com o objetivo. Dentro de um ano cerca de 500 pessoas passaram pela casa, pessoas que são acompanhantes de pacientes que ficam no hospital, abrangendo 102 municípios. A gente percebia que tinham pessoas que estavam dormindo dentro dos carros, ou nos bancos na frente do hospital, na portaria, essa realidade era muito chocante para nós do hospital. Nós temos uma voluntária aqui na casa que recebe as pessoas pela manhã e passa as orientações para quem chega e os próprios hóspedes cuidam da casa”, destaca a irmã Neusa do HRSP.

A irmã comenta ainda que o espaço é um suporte para aqueles que vem de outros municípios e não tem onde ficar, “podemos dizer com toda a certeza que deu certo e que vai continuar crescendo. Sabemos que o momento da doença é muito difícil. E, quem vem de fora os depoimentos são maravilhosos em relação a esse espaço acolhedor e todos que estão aqui estão na mesma situação. Neste um ano, nunca tivemos um problema, por que as pessoas que vem aqui assumem o espaço como sua casa”.

DSC_0555

Doações

A Casa Acolhedora se mantém apenas com doações e nesta segunda-feira (25) o Clube Sete de Xanxerê fez a doação de R$6.400 mil que deverá ser utilizado pela organização da casa, para manter as atividades e as portas do espaço abertas.

“Estes recursos arrecadados com uma feijoada serão doados para a casa que atende não só o pessoal de Xanxerê, mas da região. Eu quero aqui, mais uma vez destacar o trabalho realizado pelos voluntários e, nos do Clube Sete sentimos esse trabalho e fizemos a nossa parte social também”, explica Carlos Colatto, representando o Clube.

Vania Zanella, presidente da Casa, destaca a importância das doações, “para nós é muito importante essa parceria e apoio que recebemos anualmente por que ajuda a equilibrar as contas e nós vivemos apenas com doações. Não há prazo máximo para a pessoa ficar na casa, alguns já passaram mais de 30 dias e outros passam apenas um dia, isso varia. Nossa expectativa é que consigamos manter essa casa aberta 24 horas por dia”, finaliza.

DSC_0557 DSC_0549 DSC_0544 DSC_0542

 

 

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais