Empresário xanxerense esclarece informações sobre aeronave presa com drogas que estaria em seu nome

21 de abril de 2019 08:14 | Visualizações: 4246
Polícia Compartilhar no Whatsapp
Empresário xanxerense esclarece informações sobre aeronave presa com drogas que estaria em seu nome (Foto: Lucas Rangel/ TV Vanguarda/Reprodução)

Na última semana, foi veiculada uma matéria sobre um acidente de uma aeronave, onde foi encontrada uma grande quantia de drogas. Após o acidente, se divulgou a informação de que o avião seria de propriedade de um empresário xanxerense. Entretanto, o mesmo desmentiu a informação.

Segundo ele, a aeronave foi vendida ainda no dia dois de abril, para um comprador de São Paulo, que fez o pagamento à vista. Além disso, ele informou também ao portal ClicRDC que possui todos os documentos de compra e venda da aeronave e que está colaborando com a investigação do caso.

O antigo dono afirma que, não possui mais nenhum tipo de ligação com a aeronave e que, inclusive, está colaborando com as investigações.

 

Entenda o caso

Cinco homens foram presos na última terça-feira (16) pela Polícia Civil, em Atibaia (SP), por associação ao tráfico de drogas. Eles foram localizados após um acidente na aterrissagem de uma aeronave de pequeno porte em um condomínio de chácaras, no bairro Ponte Alta.

Segundo a reportagem do G1, a Polícia Civil informou que o grupo é investigado há três meses e a aeronave era utilizada para o transporte de droga para a região. O avião, matrícula PR-VCF, era de um empresário de Xanxerê, conforme dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

Localização

Com a investigação em andamento, a polícia obteve informações de que nesta terça-feira, um avião carregado com drogas pousaria em um condomínio entre Atibaia e Bragança Paulista, em São Paulo.

Por volta de 12h30, um morador do condomínio acionou a polícia e informou que uma aeronave bateu em um barranco durante o pouso e que, depois, teria visto homens colocando caixas dentro de um caminhão, conforme as informações divulgadas pelo G1.

Policiais foram até o determinado endereço e dentro de um hangar encontraram o avião com a fuselagem da asa amassada, além de outra aeronave. A polícia afirma que, ambas decolaram de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, e pousaram na pista do condomínio.

Ao serem questionados, os pilotos informaram que a carga foi levada para um condomínio próximo do local. Lá no endereço citado, os policiais encontraram dois caminhões com fundo falso e uma caminhonete. Cães de faro da PM fizeram buscas e localizaram um tijolo de um quilo de maconha escondido dentro de um tambor com milho e R$ 43 mil.

Dois pilotos e outros três homens foram presos por associação ao tráfico. Os aviões, dois caminhões e a caminhonete foram apreendidos.

A polícia obteve informações de que as caixas, que poderiam estar com drogas, foram colocadas em uma caminhonete branca, e que o condutor fugiu. O caso segue sendo investigado.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais