Exageros no consumo de álcool pode gerar sequelas irreversíveis ao organismo

7 de janeiro de 2019 09:34
Sem categoria Compartilhar no Whatsapp
Exageros no consumo de álcool pode gerar sequelas irreversíveis ao organismo Foto: Pixabay

O tempo de eliminação do álcool do organismo é muito variável, pois depende da quantidade ingerida, do teor alcoólico, da velocidade da ingestão, do peso, do sexo (as mulheres demoram mais para metabolizar o álcool) e da capacidade do metabolismo de cada um.

De acordo com a médica do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), de Xanxerê, Vanessa Souza, os efeitos no cérebro e os vestígios de álcool na corrente sanguínea variam de pessoa para pessoa.

– Grande parte da substância é absorvida nas primeiras horas, mas a eliminação total costuma demorar em torno de 12 horas. Nesse período não é permitido dirigir. E não importa a quantidade, já que é suficiente apenas uma lata de cerveja para que o corpo já sofra alterações psicomotoras, mesmo que esses efeitos sejam imperceptíveis – pontua Vanessa.

Esperar é a única solução, não basta estar se sentindo bem. A pessoa pode ter álcool na corrente sanguínea e não se sentir alcoolizada.

 

 

Doenças a longo prazo

Segundo o Ministérios da Saúde, não existe um padrão de consumo de álcool seguro e livre de riscos.

– O consumo exagerado de álcool pode acarretar lesões com sequelas irreversíveis, que vão impedir que essas vítimas realizem suas atividades diárias de forma independente, como, por exemplo, paraplegia, tetraplegia, deficiência mental, câncer, anemia, osteoporose, entre outras – frisa.

O consumo pesado e contínuo de bebidas alcoólicas por muitos anos, mesmo que não seja diagnosticado como alcoolismo, pode estar relacionado às doenças mencionadas.


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais