Experiência de vida: mulher de 107 anos vive aos cuidados do Lar do Idoso de Xanxerê

10 de julho de 2017 11:07
Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Experiência de vida: mulher de 107 anos vive aos cuidados do Lar do Idoso de Xanxerê Foto: AlessandraBagattini/Lance Notícias)

Nascer, crescer, formar uma família e envelhecer. Para muitos isso é considerado um sonho, pois chegar na velhice, pode ser uma satisfação imensa.

Cesarina Xavier, natural de Xanxerê, é moradora do Lar do Idoso e em dezembro deste ano, ela completa 108 anos.

Dionete Rech, administradora do Lar do Idoso do município, destaca que a idosa foi umas das primeiras a chegar no Lar. “Ela é natural de Xanxerê e veio até o Lar através da Assistência Social. Segundo informações que me repassaram, ela veio devido as condições que ela vivia em sua residência. Ela está há quatros anos no lar. Foi uma das primeiras idosas a chegar aqui”.

Hoje, com dificuldades na fala, Cesarina recebe todos os cuidados necessários através da equipe do Lar do Idoso de Xanxerê.

“Hoje ela fica miais na cadeira de rodas e depende um pouco mais de ajuda. Mas não é porque ela não consiga fazer as coisas e sim porque ela está um pouco fraca, então sempre ajudamos ela”.

Em sua personalidade se destaca a braveza e a exigência. “Que nós sabemos, ela sempre foi muito brava e muito exigente, principalmente com os vizinhos e família. Isso ainda ela não perdeu, o dia que ela não quer tomar banho, não tem quem de banho nela”.

A documentação de Cesarina informa que ela nasceu em 28/12/1932, mas segundo Dionete, na época de seu nascimento a documentação demorava a ser feita e de acordo informações da família ela nasceu em 1909.

“Nós sabemos que ela tem 107 anos. Até porque o filho dela que vem as vezes no lar, tem mais de 80 anos”.

Dionete diz ainda que Cesarina se alimenta muito bem e não apresenta problemas de visão. “Ela não tem problemas de visão, não usa óculos, se alimenta muito bem. Sua fraqueza é devido à idade”.

Atualmente o Lar do Idoso de Xanxerê abriga cerca de 23 idosos e depende da comunidade para ajudar nas despesas.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais