Família de menino de 1 ano que caiu em açude em Xanxerê precisa de ajuda

22 de março de 2017 14:31
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Família de menino de 1 ano que caiu em açude em Xanxerê precisa de ajuda (Fotos: Alessandra Bagattini/Lance Notícias)

“A gente se descuidou um pouco o portão ficou aberto e ele fugiu sem nós perceber e quando sentimos a falta dele, fomos procurar e encontramos ele caído no açude boiando”. Esse é o relato de Juliana Pereira de Mello, mãe de Elizeu de Mello Lucas que caiu em um açude ainda no dia 26 de janeiro deste ano. O fato ocorreu no interior de Xanxerê.

A família residia na Linha Invernadinha. Eles haviam comprado um terreno e estavam aguardando para construir a casa. Ambos moravam na casa da mãe de Fagner Lucas, pai de Elizeu, porém, desde do dia 26 de janeiro os planos de vida dessa família tomaram outro rumo.

“Nós morávamos na Linha Invernadinha. Quando encontrei ele no açude, eu tentei reanimar ele e como não dava tempo para chamar o Corpo de Bombeiros eu fui direto para o hospital com ele praticamente morto. Quando cheguei ao hospital eles começaram o processo de reanimação e eles não conseguiam fazer ele voltar, eles não tinham mais o que fazer, e quando eles desistiram o coração dele voltou a bater”, relata a mãe emocionada.

Além de Elizeu de um ano e quatro meses, Fagner e Juliana tem mais dois filhos. Isabelle de Mello Lucas de 5 anos e Eliezer de Mello Lucas de 3 anos, que é portador de Síndrome de Down.

Vida da família

Após a tragédia, Elizeu, além de ter falta de oxigênio no cérebro, sofreu atrofia muscular. Hoje ele é dependente dos cuidados de seus pais 24h por dia. O pequeno se alimenta apenas por sonda e permanece deitado durante todo o período.

“Ele tem um ano e quatro meses, hoje pelo fato de faltar oxigênio no cérebro ele está ficando só deitando e se alimentando por sonda, ele precisa de nossos cuidados”, diz a mãe.

Hoje, o Fagner e a mãe Juliana, não trabalham. Isso porque, um é responsável pelos cuidados com Elizeu e outro pelos cuidados com Eliezer, que possui Síndrome de Down e Isabelle. Os três filhos precisam da atenção dos pais a todo o momento.

“Eu e meu marido não trabalhamos. Nós estamos morando de favor na casa da minha irmã para ela me ajudar porque até o processo de não parar em casa, como eu tenho outro filho com Síndrome de Down, eles precisam de cuidado, nós não podemos deixar eles sozinhos”.

Idas e vindas do hospital

Desde janeiro, a família possui outra rotina. De acordo com a mãe, as idas ao hospital são frequentes, “quando deu reação nele ficamos quase dois meses no hospital. No início ficamos 20 dias em Lages, depois viemos para cá, ficamos três dias em casa, ele foi internado novamente aqui, depois para Chapecó e de lá, retornamos para Xanxerê e ficamos mais uns dias aqui. Quando ocorre alguma coisa, temos que ir direto para o hospital”.

Alimentação e ajuda

Devido às dependências, Elizeu necessita ingerir um leite especial e a família precisa de ajuda.

“Antes ele tomava Nutren Junior e como deu reação nele, ele ficou 15 dias internado a nutricionista trocou o leite, hoje ele toma Neocate Advance, que custa R$220,00. Em média são 15 latas por mês e nós não temos condições de comprar o leite”.

A mãe emocionada salienta que a família não possui outra saída a não ser pedir ajuda, “Estamos precisando de leite. Amanhã temos consulta com um neuropediatra e precisamos de dinheiro para pagar os exames que não são baratos. Mas toda a ajuda é bem vinda, nunca precisamos de ajuda, mas agora não temos outra saída”.

A família também conta com o apoio da Magda, que é agente de saúde, a mesma é responsável em recolher as doações, “Tudo que estiver ao meu alcance eu quero fazer para salvar o Elizeu”.

Juliana ressalta que já pediu ajuda a prefeitura de Xanxerê, porém, não teve respostas, “A prefeitura não nos ajudou com nada. Eles disponibilizaram a nutricionista que veio duas vezes e só isso e uma consulta com o pediatra que ele teve”.

Você que pode e quer ajudar, a família reside na Rua Albino Cavagnoli, no loteamento João de Barro, Bairro Vila Sésamo, casa 843, em Xanxerê.  Os telefones para contato são:

Juliana: (49) 9 9810-6442

Fagner: (49) 9 8425-6312

Magda: (49) 9 9970-7100

Conta:

Fagner Rodrigues Lucas
CPF 076 652 699 23
Cot 0722396-0
Ag 0385-9
Banco Bradesco
Número Banco 237

Eliezer, que possui Síndrome de Down.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais