Família de Xaxim morta em acidente estava de férias a caminho da praia

20 de fevereiro de 2017 14:02
Comunidade , região , Trânsito Compartilhar no Whatsapp

As seis pessoas da mesma família de Xaxim, no Oeste catarinense, que morreram em um acidente na BR-153 em General Carneiro (PR) na noite de sexta-feira (17), foram enterradas um pouco antes das 10h de domingo (19). De acordo com uma sobrinha do casal, a família estava a caminho de Guaratuba, no litoral do Paraná, quando ocorreu o acidente.
“Eles estavam de férias e iam passar uma semana na praia”, contou Maiuli Rezende de Oliveira.

Segundo a sobrinha, Sandro Miguel de Oliveira, de 27 anos, e Eliane Rosseto, de 30 anos, eram casados desde fevereiro de 2010. Ele trabalhava em uma fábrica de embalagens e ela em uma loja de calçados. No carro, estava a filha do primeiro casamento de Eliane, Amanda Picini, de 12 anos, e os outros dois filhos do casal, Pedro de Oliveira, de 4 anos, e João Helio de Oliveira, de um ano. A mãe de Eliane, Rosa Henrique de Almeida, de 54 anos, também morreu no acidente.

“Ele era um exemplo de pai, marido e ser humano, cuidava de mim e das minhas outras duas primas como se fôssemos filhas dele. Na hora de nos defender, era como um tigre defendendo o bando. Sempre alegre, com um sorriso”, disse a sobrinha.

Conforme Maiuli, Sandro havia acabado de reformar a casa e quando voltasse da praia trabalharia na pintura. “Ele era um homem íntegro que só pensava no bem-estar da família, até nas férias ia trabalhar para tornar a casa que dividia com a mulher e os filhos ainda mais bonita”, contou Maiuli.

Ainda conforme a sobrinha, Sandro e os filhos eram naturais de Xaxim e Eliane e Amanda eram de Guatambu, no Oeste catarinense.

(Foto: Montagem/G1)

 

Acidente
De acordo com a PRF, chovia na hora do acidente e, quando Sandro tentou fazer uma curva, houve uma aquaplanagem na BR-153. Depois, o carro invadiu a pista contrária e bateu de frente com um caminhão com placas de Getúlio Vargas (RS). O condutor do caminhão saiu ileso. (G1)

(Foto: Geral de Notícias)

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais