Família se dedica ao cultivo de uvas há 60 anos em Xanxerê

26 de dezembro de 2017 15:37
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Família se dedica ao cultivo de uvas há 60 anos em Xanxerê Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias

“Precisa ter amor”, é assim que Tranquilo Menegotto resume os 60 anos dedicados ao cultivo de uva em Xanxerê. Atualmente, a propriedade que fica localizada na Avenida Brasil em Xanxerê, recebe os cuidados do filho, que deve prosseguir com o trabalho iniciados pelos pais.

“Trabalho com uva a minha vida toda. Hoje tenho 79 anos, mas com 10 anos, eu já trabalhava com meus pais. Aos poucos fui aprendendo e continuo com o trabalho. Em Xanxerê, eu trabalho com a produção há 60 anos”, comenta Tranquilo Menegotto.

Natural de Encantado, no Rio Grande do Sul, Tranquilo veio morar em Xanxerê com 13 anos de idade, ele conta que não existia muitas residências e nem a Avenida Brasil. “No começo aqui não tinha nada, devagar tudo foi se arrumando. Aqui onde estamos tinha apenas cinco famílias. Quando chegamos aqui, nós moramos por uns seis meses em um ‘paiol’, ai começamos a construir a nossa casa”.

Apaixonado por uvas, Tranquilo destaca que gosta mesmo é de trabalhar na produção diretamente com as uvas. A família também produz uma pequena quantidade de vinho e vinagre.

“Quando chegamos começamos a trabalhar com às uvas. Nos dois primeiros anos, nós cuidamos das plantações, no terceiro já começamos a produzir e distribuir em algumas residências. Nós vendíamos nas casas, porque não tinha mercado”.

O cultivo da uva é a renda principal da família. A expectativa é que neste ano sejam produzidos cerca de 12 mil quilos. “Eu trabalhei com lavouras, com vacas de leite, porcos, mas sempre gostei mesmo da uva, que é a nossa renda principal”.

Aos 79 anos Tranquilo, que se diz xanxerense de coração, resume sua vida ao trabalho e ao amor pelo que se faz. “Tenho sete filhos, mas apenas um que continua com a produção. Um reside em Paraíba e outra em Xavantina, o resto é daqui. Com toda minha vida dedicada a isso, eu digo que é poucos que trabalharam tanto quanto eu, digo isso porque sempre me dediquei às uvas. Precisa de amor, fazer as coisas de amor, não dá certo”.

Ao todo são nove variedades de uva. Neste ano, a produção começou antes. “Devido ao tempo, esse ano a produção veio antes. Eu esse ano não vou trabalhar, porque estou com problemas de saúde, mas sempre estou aqui junto”.

Além da esposa Plácida de 77 anos, filhos, netos e nora, Tranquilo tem outro companheiro, o Tupi, um cão. “Ele é meu companheiro onde vou ela está atrás. Se eu acordar e não soltar ele, ele late muito”.

Hoje o parreiral chama a atenção durante o mês de dezembro e janeiro, para quem passa na Avenida Brasil em Xanxerê e no local a plaquinha de “Vende-se uva”, já está indicando a produção.

  

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais