FCDX estuda meios de garantir dinheiro em caixa para manter atividades

14 de março de 2019 17:02 | Visualizações: 120
Comunidade , Social , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
FCDX estuda meios de garantir dinheiro em caixa para manter atividades (Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias)

A Fraternidade Cristã da Pessoa com Deficiência de Xanxerê (FCDX) oferece diversas atividades a pessoas com deficiência, sendo que algumas também são abertas à comunidade. Por ser uma das únicas entidades com esse fim na região, ali também são atendidos pacientes de outros municípios.

Até o ano passado, a entidade recebia contribuição apenas da Prefeitura de Xanxerê. Mas, a partir desse ano, por meio do Cisamosc, a FCDX irá receber auxílio também das prefeituras de Abelardo Luz, Ouro Verde, Faxinal, Ponte Serrada e Xaxim.

– Como somos uma entidade sem fins lucrativos, hoje, tudo o que recebemos, vai para a folha de pagamento dos colaboradores e também para as despesas do local. Conseguimos pagar nossas contas, mas não temos uma sobra, e queremos mudar isso a partir de agora – explica a assistente social da entidade, Poliane Aparecida da Silva.

Os pacientes chegam no local com uma indicação médica de qual a sua patologia e a equipe do local faz uma avaliação para saber em qual atividade ele pode se encaixar.

Além disso, outra forma que a entidade estuda para ter uma arrecadação e conseguir manter um caixa, é a cobrança de um valor simbólico dos associados.

– Vamos ter uma reunião com a diretoria e associados para saber se eles conseguem contribuir com um valor mensal. Será uma contribuição simbólica de quem pode e, quem não puder, não vamos tirar das atividades também, mas como a FCDX é uma entidade, ele deve, em tese, ser mantida pelos associados – destaca.

Hoje, o local conta com uma equipe multidisciplinar composta por fisioterapeuta, assistente social, educador físico, gestor ambiental, que ajuda na equoterapia, motorista e serviços gerais.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais