Ferramentas para solucionar rotatividade em empresas são apresentadas em palestra da CDL Xanxerê

31 de agosto de 2018 07:52 | Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Ferramentas para solucionar rotatividade em empresas são apresentadas em palestra da CDL Xanxerê Foto: divulgação

O auditório da AEEX, do Edifício Tiradentes ficou lotado na noite de quarta-feira (29). Isso porque a CDL Xanxerê trouxe para ministrar a palestra sobre rotatividade, a contadora, especialista em auditoria e gestão organizacional, Jocelaine Nichelle Rufatto. A palestrante aliou a teoria à prática e mostrou aos participantes, ferramentas para fortalecer ainda mais as empresas e, principalmente, como fazer a seleção de um bom profissional para evitar a conhecida ‘turnover’, nomenclatura usada em inglês para designar a rotatividade.

Durante a palestra, Jocelaine mostrou as ações inovadoras que podem ser implementadas dentro das organizações para reter talentos. Citou ainda o escritor austríaco, Peter Drucker que salienta em seus livros de que todas as empresas precisam do capital humano para terem sucesso. Além da teoria, a palestrante também mostrou dados comprovados sobre os custos da rotatividade que são divididos em três eixos.

“Os primários são aqueles diretamente relacionados com a demissão do colaborador, aquele custo que você sente no bolso e é tangível. Tem os custos secundários que envolvem aspectos intangíveis, ou seja, aquilo que muitas vezes não pode ser tocado e refere-se aos efeitos imediatos, como por exemplo a perda na produção, ou a perda na qualidade da produção, ou até mesmo na prestação do serviço, no emocional da equipe. E, por fim tem os terciários que refletem diretamente na imagem do negócio, que é a queda na qualidade total dos produtos e a espera do cliente muitas vezes pelo atendimento”, explica a palestrante.

Ainda, Jocelaine apresentou aos participantes uma nova ferramenta de perfil comportamental, ou seja, o Disc. Ferramenta essa que, segundo a especialista, é fundamental para auxiliar o empresário na hora da contratação de um novo colaborador.

“Além de trazer o conhecimento me preocupei em também apresentar três ferramentas que auxiliarão na contratação e na redução da ‘turnover’ que são: um questionário elaborado em duas etapas para contratação; a segunda ferramenta é o próprio teste Disc de forma resumida; e, por fim, um modelo de clima de satisfação”, finaliza.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais