Força Tarefa do 14º BBM de Xanxerê está em alerta devido as previsões metereológicas

24 de agosto de 2018 11:49
Bombeiros , Clima , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Força Tarefa do 14º BBM de Xanxerê está em alerta devido as previsões metereológicas (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

Desde o fim da tarde da quinta-feira (23), a Secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina está emitindo alertas sobre o risco de fortes chuvas e tempestade para diversas regiões do estado, compreendendo a região de Xanxerê.

Diante dos diversos avisos e condições climáticas, a Força Tarefa do 14º Batalão do Corpo de Bombeiros de Xanxerê está em estado de alerta para as mudanças metereológicas previstas para a sexta-feira (24).

Conforme o comandante do 14º BBM, tenente coronel Walter Parizotto, o Corpo de Bombeiros se prontifica com ajuda humanitária caso as fortes chuvas previstas venham a causar transtorno para a população.

“O Corpo de Bombeiros fica com a parte humanitária, como ajudar em destelhamentos, alagamentos, caso haja queda de árvores, toda a ajuda necessária nesse sentido”, comenta.

Quanto as orientações repassadas pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, há dias específicas de como se proteger em casos de tempestades, granizo, vento forte e alagamentos:

 

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade!

Ventos fortes: proteja-se em local abrigado e distante das janelas, ao ar livre longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados.

Alagamentos: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais