Gestantes recebem acompanhamento especial nas unidades de saúde, em Xanxerê

24 de janeiro de 2019 08:52
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Gestantes recebem acompanhamento especial nas unidades de saúde, em Xanxerê Foto: reprodução/internet

Ainda no ano passado, no mês de outubro, foi sancionada, pelo prefeito Avelino Menegolla, a lei que institui o projeto Gravidez Segura de prevenção à Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), no município.

O objetivo do projeto é a prevenção à Síndrome Alcoólica Fetal, mediante orientação às gestantes, através das Unidades de Saúde da rede pública municipal, e das adolescentes através das instituições de ensino de forma dinâmica e de fácil entendimento ao público sobre os riscos da ingestão de bebidas alcoólicas, no período da preconcepção e durante a gravidez.

De acordo com a secretária de Saúde, Irene Goralski, esse acompanhamento às gestantes já acontece nas unidades de saúde, onde são realizadas consultas e todo o acompanhamento necessário para que as mulheres tenham uma gestação segura.

– Nós fizemos acompanhamentos com as gestantes nas unidades. Elas tem todo o acompanhamento necessário. Elas vão para as unidades, são acompanhadas tanto pelo médico como também pelas enfermeiras e os profissionais repassam todas as orientações para as futuras mães – comenta.

Segundo Irene, após a primeira consulta na unidade, elas são orientadas quanto ao período de retorno para o pré-natal, que varia conforme o risco da gravidez. Além disso, são formados grupos de gestantes que visam orientar as mulheres sobre esse período.

Confira a lei:

 

Art. 1º Fica criado o Projeto Gravidez Segura de prevenção à SAF – Síndrome Alcoólica Fetal, no âmbito das unidades de saúde e instituições de ensino da rede pública municipal, estadual, privadas e Instituto Federal que ofereçam matrículas de oitavo e nono ano do ensino fundamental e ensino médio.

Art. 2º O Projeto Gravidez Segura deverá ter como objetivo básico a prevenção à SAF – Síndrome Alcoólica Fetal, mediante a orientação às gestantes, através das unidades de saúde da rede pública municipal, e dos adolescentes através das instituições de ensino de forma dinâmica e de fácil entendimento ao público sobre os riscos da ingestão de bebidas alcoólicas, no período da preconcepção e durante a gravidez.

Parágrafo único. As gestantes e adolescentes que necessitarem de tratamento de reabilitação deverão ser encaminhadas para os serviços adequados pela equipe técnica do Projeto Gravidez Segura.

Art. 3º O Poder Executivo poderá celebrar parcerias com outros órgãos da administração pública municipal, visando à consecução dos objetivos apresentados no artigo anterior.

Art. 4º O projeto deverá ter caráter permanente com ênfase no projeto Agosto Laranja.

Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais