Governador Carlos Moisés substitui delegado regional de Xanxerê

9 de janeiro de 2019 09:22
Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Governador Carlos Moisés substitui delegado regional de Xanxerê (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) fez mais 136 contratações e 51 exonerações, publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) de sexta-feira (04). Após assumir o governo, foram feitas as nomeações do primeiro escalão. Já no segundo, o governador elencou os primeiros comissionados da gestão para secretarias. Até quinta-feira, também havia feito mais de 400 cortes de postos no governo.

Considerando as contratações publicadas, são cerca de 350 dispensas totais no Estado. Em coletiva sobre as metas de governo na quarta-feira (02), Moisés afirmou que irá fazer o corte de 922 cargos comissionados, principalmente entre sobreposições de funções.

Mudanças na Polícia Civil

Ainda na sexta-feira, foram feitas 44 exonerações na Secretaria de Segurança Pública, mas recontratados 26 cargos. Entre as substituições estão delegados regionais, diretor de polícia e corregedoria, totalizando 15 postos. O delegado-geral de Polícia Civil, Paulo Koerich, já havia sido anunciado, mas a nomeação foi oficializada na sexta-feira (04).

Em Xanxerê, de acordo com a publicação, haverá mudança no cargo de delegado regional. O nomeado foi Adilson José Bressan e exonerado Fernando Callfass.

– Saiu a nomeação da última sexta-feira (04) e agora estou me dedicando aos trabalhos da Delegacia. Em breve vamos nos reunir e destacar quais serão os desafios e metas à frente desse cargo – comenta o delegado.

ADRs

Apesar de ter anunciado o fim das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) – na última quarta-feira (02) disse que pretendia fazer como primeiro decreto a extinção das estruturas – dois dias após cortar cargos nas ADRs, realizou contratações.

Na sexta-feira (04), o governador fez contratações de 28 pessoas em 16 unidades regionais. As contratações são para cargos de gerência, de Saúde a Infraestrutura. Na quarta-feira (02), ele havia exonerado os secretários executivos de 19 unidades e 59 funcionários, com cargos que variam de assessor de comunicação a gerente de educação. Atualmente, as estruturas perderam mais de 50 postos.

Com informações G1/SC

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais