Grupo de Escoteiros Caingangue, de Xanxerê, programa atividades para o ano

9 de janeiro de 2019 09:06
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Grupo de Escoteiros Caingangue, de Xanxerê, programa atividades para o ano (Fotos: Divulgação)

A atividade do escotismo já tem muitos anos e milhares de adeptos em todo o mundo. Em Xanxerê, o Grupo de Escoteiros Caingangue envolve crianças, adolescentes e adultos em diversas atividades que buscam o desenvolvimento pessoal de cada um.

Para 2019, de acordo com o presidente do grupo, Adair Trevisan, nem todas as atividades foram definidas. Segundo ele, estão confirmadas as atividades promovidas pela diretoria, que tem o intuito de arrecadar recursos para manter as atividades.

– O grupo tem algumas atividades que são da diretoria, que seriam as promoções nossas para angariar recursos, que são a Festa Premiada e Festival das Pizzas, que estamos definindo a data definitiva. Além disso, fizemos também o porco a paraguaia que é a confraternização do grupo. Está no calendário a atividade de sete de setembro, para trabalharmos isso, participamos também do evento da Acix, o Xanxerê, Cidade do Coração, que já estão fixos em nosso calendário anual – comenta.

Além disso, nesta semana os chefes de grupo devem se reunir para definir os calendários de atividades de cada sessão. Estas são definidas conforme a idade das crianças que participam do escotismo.

– As atividades com as crianças dependem da programação da chefia. Elas envolvem acampamentos, viagens, atividades internas de grupo, depende de cada sessão produzir a sua. Nas alcateias, são os chefes que organizam as atividades. Em função da idade, são desenvolvidas as atividades – explica.

Os grupos são divididos em: crianças de sete a dez anos; dos dez aos 14; e dos 14 aos 18 anos.  As chefias tem até o fim do mês de março para apresentar o calendário anual de atividades.

 

Como fazer parte

De acordo com Adair, geralmente são crianças que buscam entrar para o escotismo, mas podem procurar a diretoria também adolescentes, acompanhados dos pais. Para fazer parte, antes é feita uma reunião com os pais e, depois, uma adaptação da criança.

– Eles falam com nós, deixam os dados e quando começamos as atividades no grupo, entramos em contato. Iniciamos com uma reunião com os pais, para explicar como funciona o escotismo, para eles entenderem como é e perceber se eles querem que os filhos participem dessa família escoteira. A partir dessa reunião, eles decidem se querem que os filhos participem ou não. Se a resposta for positiva, as crianças começam a participar, ficam três ou quatro semanas e a criança decide se ela quer continuar a participar ou não. Só depois disso que é feita a inscrição definitiva – frisa.

Adair comenta que são tomadas essas medidas justamente pelo custo que a atividade tem no início, para a confecção do uniforme e também para a realização da inscrição. Assim, os pais podem ter certeza sobre o investimento que estarão fazendo.

– Temos que seguir o Programa Organização e Regras (POR) e seguimos ele exatamente como ele nos orienta, tanto para a segurança de nós, escoteiros, como também para as crianças.  Tem os procedimentos, porque o escotismo é uma atividade gostosa, mas, tem um custo considerável no início, não é uma coisa tão simples. Então, se a criança faz tudo isso e resolve parar, perde isso. Fizemos todo esse procedimentos justamente para que a criança saiba mesmo se é isso que ela quer antes de entrar em definitivo – conclui.

Aos interessados em ingressar os filhos na atividade, podem entrar em contato com a diretoria por meio dos telefones:

Adair Trevisan (49) 9 9930-8282 e (49) 9 9946-4000

Raquel (49) 9 9926-2455

Luciane (49) 9 99718040

Rose (49) 9 9907-1026

Telefone do Grupo 34334219 (somente nos sábados a partir das 13:30)

E-mail: secretariaescoteiraxxe@gmail.com

Neste ano, as atividades dos escoteiros terão início no dia 16 de fevereiro.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais