História de Miss: xanxerense conta sua trajetória nas passarelas dos concursos de beleza

1 de julho de 2019 18:32 | Visualizações: 5829
Comunidade Compartilhar no Whatsapp

Aos 20 anos de idade a xanxerense Patrícia Wustro participou do Miss Santa Catarina. Ela nem sonhava um dia desfilar pelas passarelas mais badaladas de beleza e, em 2001, conseguiu o título de vice Miss SC. Patrícia também representou o Distrito Federal no concurso Miss Brasil em 2002.

Mas as propostas para desfilar iniciaram ainda quando tinha 16 anos. Ela foi estudar em Curitiba e desde o primeiro dia foi convidada por um olheiro para participar de um concurso em São Paulo, o The Look of the Year. Na época a renomada Gisele Bündchen participou do concurso e ficou em segundo lugar.

– Minha decisão de não participar, apesar de apoio da família, foi finalizar os estudos do segundo grau na época, então combinei que no próximo ano concorreria. A agência entrou em contato no ano seguinte, novamente recusei. O convite veio de novo dois anos depois, e eu já estava envolvida na faculdade e não havia despertado o interesse e vontade de seguir nesse mundo. Quando eu já tinha 20 anos, a RBS TV promoveu o concurso de Miss Santa Catarina e fui convidada para participar, pois seria realizado aqui em Xanxerê e, neste momento, já estava finalizando a faculdade e até por aproveitar essa oportunidade, aceitei o convite – conta Patrícia.

 

Preparativos para Miss

Quando aceitou o convite para participar, Patrícia procurou pessoas que já trabalhavam com isso. Segundo ela, foi um período de preparação do corpo, cursos de oratória, passarela, maquiagem, comportamento, enfim, foi uma época exclusivamente dedicada para o concurso.

– Nunca foi meu sonho, na infância sempre brinquei na rua, jogava bola, andava de bicicleta, não tinha nada de princesa. Participar do Miss foi algo que fiz pela minha mãe, e que agradeço muito por ela ter me incentivado, abri minha cabeça, fiz muitos cursos que usufruo até hoje os conhecimentos, conheci pessoas, fiz trabalhos como modelo, desfiles, editorias para revistas, tudo proporcionado pelo Miss – relata.

Além de preparar o corpo, Patrícia também estudou a história do Miss, sobre o concurso e as vencedoras, mas não se espelhava em alguém por nunca ter despertado essa vontade em concurso de beleza.

 

Oratória no concurso

Além de demostrar sua beleza na passarela, Patrícia também utilizou da oratória. Os temas são apresentados na hora e, segundo ela, falou sobre aborto e desemprego.

– Essa é uma etapa super importante do concurso, que apesar de toda preparação, não existe como não dar um frio na barriga, um branco. Normalmente são temas polêmicos e falei sobre aborto e desemprego. Certamente hoje minha resposta seria mais bem formulada, mas continuo com a mesma posição que tive na época.

Ter participado do concurso de beleza lhe mostrou que não são somente de águas calmas que se vive uma vida de modelo. Mas ela tirou grandes lições que leva para sua vida pessoal até hoje.

– Ter participado do Miss Brasil foi muito importante para minha vida. Fui apresentada a um mundo totalmente diferente do que se imagina, um mundo sim de glamour, beleza, assédio, mas de muito desgaste físico e, principalmente, emocional. Mas todo o processo me ensinou muito e me fizeram muito do que sou hoje: encarar desafios, não temer o desconhecido, gostar de conhecer lugares e pessoas, o gosto por receber e celebrar – relata.

 

Mensagem de Miss para futuras modelos

Por ter essa passagem em sua vida, Patrícia já foi convidada para ser jurada da escolha das soberanas da Expo Femi. Isso lhe abriu portas e muitos convites para participar de concursos de beleza. E, com todo conhecimento sobre os bastidores do mundo da moda, Patrícia não esquece do que seu avô lhe disse na época, mensagem essa que deixa para as futuras modelos que querem seguir nessa carreira.

– Na época meu avô me disse a seguinte frase: “O cavalo passa encilhado uma vez, e ele está passando por você com o selim”. Isso me fez dar o sim definitivo e participar do concurso. Apesar de não ter sido uma procura minha, um sonho que eu estava realizando, o Miss me trouxe muito mais do que eu imaginava, trouxe ensinamentos que me acompanham e acompanharão por toda vida. Foi uma oportunidade única.

E essa é a dica que Patrícia deixa para qualquer pessoa que tenha um sonho: correr atrás até realiza-lo e não desperdiçar as oportunidades.

– E é assim que vejo, se a oportunidade aparecer ou melhor ainda, se for um sonho, corra atrás, se prepare, estude, mas é preciso não ser ingênua e ter consciência de que atrás de todo o encanto existe muita concorrência e muitos momentos de decepções. Se a jovem estiver consciente destas realidades, ter firmeza e objetivo, certamente essa experiência trará muito conhecimento e oportunidades para toda vida, tanto profissional quanto pessoal – finaliza a vice Miss de SC.

 


Por: Carol Debiasi

Deixe seu comentário

Saiba Mais