Hoje é inviável construirmos nossa sede própria, diz presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer

25 de julho de 2018 10:28
Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Hoje é inviável construirmos nossa sede própria, diz presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer Foto: Google Maps

A Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC), atualmente está com as suas instalações em um espaço cedido por um empresário. Mas, a intenção é construir a sede própria. Porém, existe um problema maior: falta de recurso.

A Rede já conta com um terreno, também doado, no bairro dos Esportes, destinado para a construção da sede.

“Hoje é inviável para nós construirmos nossa sede própria. Nosso custo mensal para manter as atividades da Rede é de R$ 10. Temos diversas oficinas e apenas uma delas é mantida com trabalho voluntário. Hoje temos apenas um convênio com a prefeitura onde recebemos o valor de R$ 4 mil por mês. Fizemos orçamento e hoje não há condições”, comenta Rita Pezzali, presidente da RFCC.

A Rede conta inclusive com projeto da nova sede, mas há aspectos na localização que encarecem ainda mais a obra.

“Temos o terreno e inclusive, em parceria com uma arquiteta, foi feito um projeto, mas não há recurso. Inclusive, devido o espaço do terreno a sede precisaria ser com dois andares, isso também eleva o valor pois será necessário instalação de elevador devido a acessibilidade. Hoje não temos prazo para iniciar a construção”.

Como o local onde os trabalhos são concentrados hoje não gera aluguel, a Rede segue com suas oficinas e campanhas focadas, deixando a construção da sede própria em segundo plano.

“Graças a Deus temos o empresário Luizinho Boni que hoje nos cede o espaço que temos e ainda não nos cobra aluguel. Enquanto tivermos esse espaço, sem custo algum, não deveremos pensar em nos mudar”, finaliza Rita.

Sobre a Rede Feminina de Combate ao Câncer

É uma Organização Não Governamental (ONG), de caráter filantrópico, que tem por finalidade a luta social no combate ao câncer. Sua missão nada mais é do que tentar compartilhar um momento de fragilidade, que o ser humano sente quando está com câncer, em que precisará de informação, carinho e muito amor.

No local é ofertado psicoterapia Individual e em Grupo; fisioterapia; terapia Ocupacional através de oficinas de artesanato e pintura em tecido; aulas de Ginástica e Dança; oficinas de Música e Informática; próteses Mamárias externas através de convênio com o CEPON; perucas, lenços e chapéus, por empréstimo, através do banco de Perucas da entidade, para uso durante tratamento quimioterápico, quando necessário; visitas hospitalares no pré-operatório ou pós-operatório imediato; visitas domiciliares quando impossibilitadas de frequentar a sede; suporte medicamentoso e higienodietético quando necessário; acompanhamento de seus tratamentos oncológicos pelas profissionais técnicas da entidade.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais