Implantado há cerca de 14 anos, canil da PM de Xanxerê hoje é referência no estado

27 de agosto de 2018 15:47
Polícia , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Implantado há cerca de 14 anos, canil da PM de Xanxerê hoje é referência no estado (Foto: Alessandra Oliveira/Lance Notícias)

Desde o ano de 2004 a 4ª Companhia de Polícia Militar de Xanxerê conta com um canil. As atividades iniciaram com uma rottweiler e evoluíram ao longo do tempo. Hoje, são dois pastores holandeses que fazem parte do canil.

Cabo Edemar Luiz da Silva entrou no canil há cerca de seis anos e hoje é o único policial que atua com os cães. Segundo ele, o trabalho iniciou com os então soldados PM Leandro e Dilomar.

“Quando eu entrei no canil, tínhamos dois cães: um bloodhound e um labrador. O primeiro fazia buscas e o segundo trabalhava no faro de armas e drogas. Quando entrei, tinham outros dois policiais, o sargento Sérgio e o soldado. Na época estava o sargento Sérgio e o soldado Alckmin e a partir desse momento eu e o sargento Sérgio começamos a implementar a ideia de fazer o treinamento de k9 no cão, ter o duplo emprego do cão, o faro e também o cão de patrulha, para fazer imobilização, busca e captura, tudo em um único cão”, conta.

Edemar conta que iniciou no canil a pedido do comandante da época, capitão Mauricio, sem ter experiência nenhuma com cães. Após acompanhar um treinamento de busca, Edemar se apaixonou pela cinofilia e atua desde então com os cães. Ele iniciou trabalhando com uma pastora belga malinois, a Pantera e um labrador, o Rock.

“Hoje temos dois cães ativos na polícia, o Thor e o Thunder. Quando entrei no canil trabalhávamos só com faro de entorpecente e busca. Como eu não entendia nada, passei a procurar cursos. Fiz cursos institucionais oferecidos pelo estado e busquei cursos fora da instituição também. Fiz cursos com profissionais de fora do Brasil e daqui do país também e sempre procuro aprimorar o conhecimento. Tenho investido bastante em melhorias e na certificação. Consegui certificar o Thor em todas as modalidades de cão funcional, tornando ele o primeiro cão multifuncional e ele foi o primeiro cão da PM a ser certificado. Hoje temos o Thunder também, que também é certificado e em setembro vamos ter o seminário aqui”.

O canil da PM de Xanxerê já se tornou referência pelo trabalho desenvolvido e profissionais de outros locais estão se deslocando para cá para treinamentos.

“Hoje somos uma referência em questão de polícia, de trabalho, de cão funcional, justamente por essa busca de conhecimento. Não que tenhamos criado um novo método de adestramento, mas eu montei um cronograma de treinamento diferenciado que se adaptasse a minha situação, por eu ser sozinho. Vemos a evolução a cada dia no treinamento e isso é gratificante”, comenta Edemar.

O treinamento do cão de polícia inicia, geralmente, aos 45 dias de vida e sua carreira dura cerca de nove anos. Hoje, mesmo sozinho no canil, Edemar conta que se pudesse escolher, encerraria sua carreira trabalhando no canil.

“Não posso dizer que não troco o canil, porque dentro da polícia, se precisar ir para outro lugar, temos que estar à disposição, mas se eu pudesse escolher, até o final da minha carreira eu não sairia do lado dos cães”, conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais