Incentivo ao aleitamento materno: 3º mamaço será realizado no Super Gentil

17 de julho de 2018 09:45
Evento , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Incentivo ao aleitamento materno: 3º mamaço será realizado no Super Gentil Foto: internet

A Comissão do Aleitamento Materno (CAM), do Hospital Regional São Paulo de Xanxerê, promove no município a Semana do Aleitamento Materno, em agosto. Durante a programação terão dois momentos abertos ao público: o mamaço e o encontro de gestantes.

Conforme a nutricionista e vice-coordenadora da CAM, Suellienn Centenaro, o encontro de gestantes tratará exclusivamente do aleitamento materno e da sua importância e desafios.

Já o mamaço neste ano será realizado no Super Gentil, dependendo das condições climáticas poderá ser na área externa ou interna.

“Teremos o encontro para gestantes no dia 2 de agosto, às 19h aqui no auditório do HRSP e no dia 04 teremos o mamaço será no dia 04 de agosto no Super Gentil, a partir das 14h30, como o espaço permite que façamos dentro do mercado ou fora, acreditamos que tenhamos bastante adesão”, explica Suellienn.

Durante a semana terá ainda outras programações, mas que será destinada apenas para os profissionais do hospital.

 

Importância do aleitamento materno

A nutricionista destaca ainda que o leite materno é sim considerado o alimento mais rico que o bebê pode ter. “O leite materno é o alimento mais rico que existe. Através do leite ela vai receber tudo que precisa em relação a imunidade, nutrientes, água. O corpo da mãe se adapta de acordo com as necessidade do bebê”, diz.

Porém, os primeiros momentos da mãe com o bebê nem sempre são fáceis, principalmente para as mães de primeira viagem. A nutricionista também orienta os mães.

“Calma. Principalmente para as mães de primeira viagem, as mães se acostumarem com o bebê, com a pega correta, tudo é questão de adaptação e é muito importante receber orientação de um profissional”, salienta.

Outro ponto importante a ser destaca é quanto a amamentação cruzada, quando mães amamentam outros bebês. Essa prática não é orientada pelos profissionais.

“A amamentação cruzada não é indicada. Por exemplo, você sabe se a sua vizinha por exemplo tem HIV, ela pode não ter falado ou não sabe, não fez o pré-natal corretamente, pode ter hepatite ou outra doença, por isso cada mãe deve amamentar o seu filho”, finaliza.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais