Justiça determina reintegração de posse no acampamento Marcelino Chiarello

29 de novembro de 2017 07:47
Comunidade , Polícia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Justiça determina reintegração de posse no acampamento Marcelino Chiarello Fotos: Divulgação

Deu início nesta manhã de quarta-feira (29), a reintegração de posse das terras do acampamento do MST Marcelino Chiarello, localizado entre as comunidades de Vargem Bonita de Xanxerê e Santa Laura, de Faxinal dos Guedes. A luta do grupo é de conseguir a posse das terras de onde hoje, está a ocupação.

Há um ano e meio 180 famílias estão morando na área, que possui mais de 1.000 hectares. Em entrevista ao LANCENOTICIAS.com.br, na última semana, o Comandante da 4ª Companhia de Polícia Militar de Xanxerê Fronteira, Capitão Vilte dos Santos, destacou que desde de a ocupação do grupo a Polícia Militar de Xanxerê realiza visitas no acampamento, o objetivo das visitas é evitar qualquer tipo de conflito, porém não se descartava a qualquer momento, uma possível reintegração.

Também em entrevista, Ivanor Santin, que faz parte da Coordenação Estadual e Nacional do MST, comentou que o grupo vai continuar no local. “Não tem reintegração, pois está em uma área federal. A maioria do pessoal também levou a mudança deles lá. Nós não vamos arredar, porque ali estamos em uma resistência e vamos continuar. A nossa palavra de ordem é para que saia o assentamento para as famílias”.

A juíza federal de Chapecó concedeu a execução da liminar para despejar as famílias que vivem no Acampamento. Trata-se de uma área pública que está em nome do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que a empresa Sementes Prezzotto havia tomado posse.

O LANCENOTICIAS.com.br, busca contato novamente com o Capitão Vilte dos Santos e com Ivanor Santin, para se ter novas informações relacionadas a reintegração das terras.

  


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais