Lideranças debatem sobre ocorrido no acampamento Marcelino Chiarello

4 de dezembro de 2017 08:05
Comunidade , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Lideranças debatem sobre ocorrido no acampamento Marcelino Chiarello Fotos: Divulgação

Na última sexta-feira (1º), participou da sessão da Câmara Municipal de Xanxerê um dos líderes do acampamento Marcelino Chiarello na divisa entre Xanxerê e Faxinal dos Guedes

Valderí Ribeiro falou sobre o ocorrido. Disse estar sensibilizado pelo apoio que tiveram de toda comunidade. No entanto, as famílias foram atingidas no que classificou como uma verdadeira tragédia, o despejo realizado, denunciando também um massacre de animais no acampamento.

“Estava sendo produzido a um ano e meio, alimentos para 180 famílias, das quais, mais de 90 crianças, numa área legitimada ao Instituto Nacional de Reforma Agrária. Nós não invadimos, ocupamos a área”, afirmou.

Falou ainda que foi realizado um apelo num ato público em Faxinal dos Guedes e na Câmara, o momento foi para mostrar toda indignação.

“Ali nós estávamos para produzir alimentos numa área pública destinada ao Incra para a reforma agrária. Neste ano e meio no local, nunca houve qualquer confronto, apenas tiramos o sustento para mais de 380 pessoas com uma diversidade de produtos”, destacou.

Denunciou o investimento de milhões de reais numa área que beneficiava uma família e que hoje é pública, enquanto que lá, poderiam viver cem famílias produzindo alimentos com qualidade até para as cidades vizinhas.

Emocionado afirmou ainda que o movimento no ano de 2016, também demonstrou solidariedade ao fornecer alimentos a hospitais e entidades públicas. Neste ano o clima comprometeu a produção e não foi possível continuar a entrega de produtos saudáveis e sem agrotóxicos.

Finalizou dizendo que a coordenação do movimento tem o compromisso de cuidar das famílias, mesmo diante das dificuldades.

O presidente da Câmara, Adriano De Martini, agradeceu o depoimento na sessão da Câmara.

“Colocamos esta Casa à disposição de forma solidária à essas famílias, trabalhadores e trabalhadoras que estavam lutando por um direito. Esta Tribuna Livre fica à disposição para apresentar as denúncias necessárias à comunidade”, finalizou Adrianinho.

 

Assessoria de Imprensa 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais