Malha Fina: saiba como se antecipar ao pagamento de juros e multas

18 de julho de 2018 08:40
Economia , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Malha Fina: saiba como se antecipar ao pagamento de juros e multas (Foto: Divulgação)

Com o início do pagamento das restituições do Imposto de Renda, muitos brasileiros se preocupam também com a Malha Fina, que pode resultar na cobrança de altos juros e multas caso o contribuinte não esteja ciente sobre o processo.

Isso porque, os contribuintes que caíram na Malha Fina vão saber disso somente ao final do processamento de sua declaração, o que pode levar vários meses e, durante esse período, os juros e multas se acumulam.

Mas, de acordo com o contador Dirceu Ronnau, o contribuinte pode se antecipar a malha realizando uma consulta no próprio site da Receita Federal.

As pessoas que caíram na malha fina só vão saber disso meses depois, mas podem se antecipar e fazer uma consulta em relação a sua declaração de imposto de renda. Para isso é preciso ter o código de entrega da declaração do ano anterior, da declaração desse ano, CPF, data de nascimento e nome da mãe. Com isso a pessoa consegue criar uma senha e com essa senha ela consulta a sua situação na Receita Federal. Assim o contribuinte tem como consultar o processamento e lá muitas vezes ele encontra algumas divergências. Se o contribuinte tem os documentos comprobatórios sobre isso, ele pode antecipar a malha”, explica.

Caso o contribuinte verifique essas divergências, ele pode ir até a Receita Federal munido desses documentos que ele serão processados junto a declaração. Com essa antecipação a pessoa pode evitar o pagamento de juros e multas.

Quando o contribuinte cai na malha fina a Receita Federal cobra os impostos acrescidos de juros e multas. Além disso, caso a pessoa não quite sua dívida há uma execução judicial do valor e, em casos extremos, acontecer o cancelamento do CPF do contribuinte.

Além disso, a Receita Federal dispõe de uma canal no YouTube onde disponibilizou o vídeo “Caiu na Malha Fina? Conheça o e-Defesa”, com informações sobre a Malha Fiscal da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) e as funcionalidades do sistema e-Defesa.

O vídeo ensina o contribuinte a acessar o Atendimento Virtual (e-CAC) para acompanhar o extrato do processamento da DIRPF e saber se a sua Declaração foi retida na Malha Fiscal. Se constatar erros nas informações fornecidas ao Fisco na DIRPF retida em Malha, o contribuinte pode corrigir os equívocos cometidos, apresentando uma DIRPF retificadora.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais