Motorista da Saúde de Xanxerê é investigado por abuso sexual, bullying e xingar pacientes

9 de fevereiro de 2018 08:34
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Motorista da Saúde de Xanxerê é investigado por abuso sexual, bullying e xingar pacientes Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

A denúncia de que um motorista da ambulância da Secretaria de Saúde de Xanxerê, estaria, durante as viagens, xingando, brigando e andando em alta velocidade está sendo acompanhada pelo Ministério Público.

A investigação iniciou após o prefeito do município, Avelino Menegolla, assinar, ainda em dezembro, a portaria N° AM 023/2017 que determina a abertura do processo administrativo disciplinar. Agora, de acordo com o Promotor de Justiça, Marcos Augusto Brandalise, o processo está em fase de conclusão.

“Nós ouvimos nesta quarta-feira (07), quatro pessoas. Esse processo está em fase de conclusão e são dois fatos em relação ao motorista. O primeiro em questão da falta de respeito com os pacientes. Nós ouvimos casos, em que ele deixou pacientes em Florianópolis, ele levava para a consulta e como o paciente demorava na consulta, ele deixava lá. O paciente ficava por sua conta e no outro dia quando ia outro carro da saúde, trazia esse paciente. Teve relatos também de que ele trazia galinhas dentro do carro da saúde e muitas pessoas passavam mal. Teve caso de abuso sexual, teve relato de pessoas que se sentiu assim, teve relato de bullying e ainda tem o relato que ele abasteceu uma quantia e pediu uma nota maior”, explica o Promotor.

Diante dos relatos, o Ministério Público deve entrar com uma ação de improbidade contra esse servidor. “Como nós apuramos e identificamos que são pessoas que iam nesses transportes, diante disso o Ministério Público vai entrar com ação de improbidade contra esse servidor. Nos próximos dias vai ser deflagrada essa ação e vamos remeter cópia para que o município, instaure o processo disciplinar administrativo para que aja punição, em relação a falta funcional”.

Relembre:


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais