Mudança de vida: xanxerense comenta principais desafios para a perda de peso

11 de outubro de 2018 10:14 | região , Social , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Mudança de vida: xanxerense comenta principais desafios para a perda de peso Foto: Divulgação

Cláudia Radavelli, de 26 anos, é professora de educação física, em Xanxerê, e em função desta profissão, ela sentiu a necessidade de mudar o seu corpo. Pesando 76 kg, Cláudia confessa que sofria preconceito. “Eu olhava tantas pessoas saudáveis, até que um dia disse para mim mesma, se elas conseguem eu também consigo”.

Cláudia explica que não tinha o costume de praticar exercícios, e muito menos interesse. “Chegou um ponto que eu estava me sentindo depressiva, feia e as roupas não cabiam mais, então eu resolvi mudar a alimentação e fazer atividade cinco vezes na semana. No dia cinco de julho de 2017, comecei a mudança”.

Ainda segundo a xanxerense, é sempre importante ter o acompanhamento de um profissional. “É importante ressaltar que a dieta independente qual for a gente precisa de um profissional. Assim que optei por mudar a minha alimentação, fui em busca de nutricionistas para cuidar da minha alimentação e também saúde. A minha alimentação antes da dieta era horrível”, diz.

Dentre as principais dificuldades enfrentadas, foi a de se adaptar a dietas e também exercícios físicos. “Toda a dieta é difícil no começo, mas a partir do momento que você começa a ver objetivos alcançados, dá uma grande felicidade e satisfação. Mas, é importante dizer que dieta não é passar fome, não ficar sem alimentação, dieta é uma mudança de vida tendo como foco a saúde.”

Depois de um ano de exercícios e alimentação saudável, Cláudia perdeu 20 kg. “Sofri, claro, como todo mundo que faz dieta, mas minha dica é que as pessoas não desistam na primeira vez. Hoje sou apaixonada pelos exercícios físicos, treino, faço zumba, além de fazer caminhadas”.

Com o objetivo de ajudar outras pessoas a cumprirem com os objetivos, a xanxerense criou um grupo no Facebook. “Eu até tenho um grupo no Facebook e uma conta no Instagram onde eu posto os meus almoços, jantas, café da manhã, dicas de saúde e alimentação. Eu tive a melhor experiência e eu amo ser o que sou hoje, não me vejo diferente”, conclui.


Por: Karina Ogliari

Deixe seu comentário

Saiba Mais