Mulheres Camponesas se mobilizam contra Reforma da Previdência

13 de fevereiro de 2018 11:27 | Comunidade , Informativo publicitário , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Mulheres Camponesas se mobilizam contra Reforma da Previdência Foto: divulgação

Na sessão ordinária da Câmara Municipal nesta segunda-feira (12) usou a Tribuna Popular, Terezinha Lamonatto Kohl do Movimento das Mulheres Camponesas para falar sobre a mobilização contra a Reforma da Previdência.

Ela agradeceu a oportunidade em trazer a preocupação das mulheres camponesas em relação às mudanças da previdência em curso neste País e apresentou considerações fundamentais como o reconhecimento dos direitos dos agricultores, ainda na década de 1970. Chamou atenção dos vereadores na garantia da condição de segurados especiais. Citou que unidades de produção na agricultura, precisam trabalho desde muito jovem. O retorno financeiro não é garantido, pois se assume todos os riscos de produção. Não existe indenização por perdas e o clima também prejudica em muitas oportunidades.

Terezinha relatou ainda, que segundo o IBGE, em 2010, a agricultura familiar, com apenas 24% das terras agricultáveis produziam 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros. Citou a responsabilidade das mulheres agricultoras com crianças e idosos no interior. Lembrou que agricultores contribuem com 2,3% de toda produção comercializada.

“Nossa luta é para ampliar os direitos de seguridade social, atingindo todas as mulheres que estão no trabalho informal e se encontram sem proteção social. Precisa ser feita reforma da previdência para ampliar os direitos e acabar com o privilégio das elites, citando militares, alto escalão, e o funcionalismo público nos 3 poderes”, destacou a representante.

Finalizou pedindo apoio dos vereadores para enviar aos deputados federais do estado, uma Moção de Apelo contra a reforma da previdência.

O presidente Lenoir Tiecher agradeceu a presença de Terezinha Lamonatto Kohl do Movimento das Mulheres Camponesas, colocando a Câmara à inteira disposição dos agricultores. A Moção de Repúdio à PEC 287/2016 que propõe a reforma da previdência, sob o nº 1/2018, apresentada pelos vereadores Adriano De Martini e Lenoir Tiecher, foi transformada de forma coletiva e aprovada por unanimidade dos vereadores.

 

Assessoria de imprensa


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais