Mulheres de Xanxerê poderão participar de atividades em comemoração ao Dia da Mulher

7 de março de 2019 09:07 | Visualizações: 483
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Mulheres de Xanxerê poderão participar de atividades em comemoração ao Dia da Mulher IMAGEM ILUSTRATIVA. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Dia Internacional da Mulher, lembrado e celebrado mundialmente em oito de março, é uma data que visa relembrar e reforçar a conquista de direitos sociais, políticos e econômicos das mulheres.

Como forma de celebrar a data, o Conselho Municipal dos direitos da Mulher (CMDM) organizou um dia com diversas atividades voltadas às mulheres. As atividades acontecem neste sábado (09), no Centro de Múltiplo Uso do Bairro dos Esportes e iniciam às 14h com recepção e abertura.

Serão realizadas palestras, rodas de conversa, workshops e também atividades voltadas à beleza. Serão abordados assuntos como a violência contra a mulher, Lei Maria da Penha, impactos da reforma da previdência para as mulheres, entre outros.

De acordo com Karen Kintschner, presidente do CMDM, esse é o primeiro 8M realizado em Xanxerê e visa valorizar, cada vez mais, as mulheres e a luta por direitos.

– Com o objetivo de conscientizar a população sobre diversos temas que permeiam a vida das mulheres, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Xanxerê organiza seu primeiro 8M.
É nesses momentos de acirramento que vemos a importância e a necessidade da organização e da luta das mulheres não apenas como forma de enfrentamento a este projeto de sociedade que nos tira direitos conquistados a séculos, mas na construção de uma nova sociedade, que seja mais justa e igualitária para todas e todos – destaca.

Segundo Karen, esse dia marca o início dos movimentos de luta das mulheres e que, a cada dia, novas personagens surgem para defender ainda mais os direitos femininos.

– Foi a partir do exemplo de resistência de mulheres de muita luta, que surge o 8 de março, o Dia Internacional da Mulher. No Brasil, mulheres como Dandara, Margarida Alves, Helenira Resende, Marielle e muitas outras deram seu exemplo de coragem contra o racismo, a escravidão, o latifúndio, a violência e a ditadura militar e até hoje estão no imaginário de muitas de nós como grandes referências – conclui.

Confira a programação completa:


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais