“Nós não vamos aceitar”, diz voluntária do Bem Estar sobre novo convênio com a Prefeitura

13 de julho de 2017 10:57
Animais , Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
“Nós não vamos aceitar”, diz voluntária do Bem Estar sobre novo convênio com a Prefeitura (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

O Grupo Bem Estar Animal de Xanxerê recebeu na tarde desta quarta-feira (12), uma notificação, através da Prefeitura, solicitando se a ONG aceita ou não executar o programa de controle de zoonoses em Xanxerê.

Em 2015, foi firmado um acordo com a Prefeitura que repassava R$ 5 mil para o Grupo para a realização de castrações e também palestras em escolas, que tem por objetivo a conscientização da população.

Patrícia Fagundes, que faz parte do Grupo de Bem Estar Animal, comenta que a notificação prevê que o Grupo realize o controle de zoonoses em todo o município, pelo valor de R$ 5 mil, mensais.

“O TAC de R$ 5 mil que nós recebíamos era para efetuar castrações e palestras nas escolas, agora a Prefeitura quer reverter essa história. Nós esperávamos no mínimo uma parceria onde o problema fosse resolvido, mas nós não conseguimos dialogar com eles. A proposta que foi feita para nós é que eles voltem a pagar esses R$ 5 mil para o Grupo, nós ficamos responsáveis por fazer todo o acolhimento e tratamento de todos os animais. Mas com esse dinheiro nós não vamos conseguir fazer 5% do trabalho que precisa ser realizado em Xanxerê, a situação é muito complicada”.

Antigo convênio

Patrícia destaca que o antigo convênio, previa que fosse repassado o valor de R$ 5 mil para as castrações de animais. “O antigo convênio de R$ 5 mil era uma parte orçada nas castrações e outra parte para a as palestras nas escolas. No entanto quando o município parou de pagar para nós, a promessa era que seria implantado alguma coisa em Xanxerê que iria realizar o controle de zoonose, só que nesse tempo, passou três anos e nada foi feito e nós voltamos a cobrar de novo do município e agora realizaram essa proposta”.

Diante disso, segundo Patrícia, o grupo não vai aceitar a proposta realizada. “Nós somos voluntários, com esse dinheiro nós não conseguimos iniciar um projeto. Até porque nós não temos um local para deixar os animais tendo em vista que temos que pagar pelos tratamentos dos mesmos. Nós imaginamos que esse projeto viria para castração e não para acolhimento e tratamento como citado nessa notificação. Então da parte do Grupo Bem Estar, se essa é a proposta da Prefeitura, nós não vamos aceitar. Nós vamos continuar com nossas ações, com a ajuda da comunidade e nós vamos deixar para a Prefeitura resolver essa outra parte”.

Prefeitura comenta

Fernando Dal Zot, o assessor jurídico da Prefeitura de Xanxerê, destaca que após o encaminhamento da notificação, o grupo terá o prazo de cinco dias para se manifestar sobre o novo convênio.

“Nós fizemos uma reunião com o Ministério Público e ficou decidido que seria enviado uma notificação para o Grupo, para ver se eles têm interesse em dar cumprimento no acordo judicial que tanto se fala, no controle de zoonose. Eles têm o prazo de cinco dias para se manifestar favorável ou não a firmar um novo convênio e depois vamos analisar a posição do Grupo”.

 

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais