Núcleo de Apoio a Vida de Xanxerê ajuda a reduzir números de suicídios

6 de novembro de 2018 10:39 | Comunidade , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Núcleo de Apoio a Vida de Xanxerê ajuda a reduzir números de suicídios Foto: Divulgação

Suicídio. O assunto é pouco discutido, mas enquanto isso o número de pessoas que tiram a própria vida avança silenciosamente. São pessoas de diversas faixas etárias, e os índices estão entre jovens e idosos. Segundo os especialistas, a depressão é a principal causa.

Em busca de ajudar essas pessoas que sofrem caladas, será efetivado no município o Núcleo de Apoio a Vida de Xanxerê (Navix). Os trabalhos são realizados com o ajuda do Centro de Valorização da Vida (CVV), que oferece apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias.

Everton Vitorino, que faz parte do Núcleo de Xanxerê, frisa que os trabalhos para a implantação do projeto, tiveram início há dois anos. “Nós observamos a necessidade de ter um grupo que realizasse esse trabalho de proteção, e no decorrer da caminhada descobrimos o Centro de Valorização da Vida (CVV), que é uma entidade filantrópica que existe desde 1962. A partir daí entramos em contato e buscamos meios de trazer o CVV para cá. Começamos a idealizar o projeto e graças a Deus, creio que neste ano, vamos deixar a entidade em funcionamento aqui em Xanxerê”.

O Núcleo é formado por pessoas da comunidade que passam por treinamento prático e teórico. Para dar início aos trabalhos no município, um evento será realizado na terça-feira, dia 20 de novembro. Será uma palestra sobre suicídio.

“É algo bem recente. Vamos ter uma reunião nesta quinta-feira (08) para consolidar uma diretoria e no dia 20 vamos receber o senhor Regis, que é o coordenador nacional de expansão e vamos fazer uma palestra com a comunidade. Mas ainda estamos operacionalizando o grupo. Precisamos quebrar o tabu de não falar sobre suicídio. Isso pode acontecer com qualquer pessoa. Muitas têm sofrido e não tem com quem falar. A gente começa a entender a importância de resolver um problema, quando reconhece que ele existe. Por isso estamos dispostos a ajudar”, explica Vitorino.

A palestra será aberta ao público e acontece na Câmara de Vereadores, a partir das 19h. Toda comunidade está convidada para participar.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais