Números relacionados à dengue continuam subindo no município confirmando 16 casos

19 de maio de 2016 08:45
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Números relacionados à dengue continuam subindo no município confirmando 16 casos (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

A dengue vem causando problemas em vários municípios, e em Xanxerê não é diferente. Já chegou a 16 casos confirmados, o município conta ainda com 4 suspeitas de dengue, onde o resultado deve ser divulgado nos próximos dias.

Esse novo caso de dengue, foi registrado no Bairro dos Esportes, onde agora se intensificou os trabalhos de combate à dengue. De acordo com a coordenadora do programa de Combate à Dengue, Janete Rodrigues, as pessoas estão tomando mais cuidados em relação a dengue. Muitos inclusive comentam que nunca tinham imaginado que ia acontecer com eles.

“Agora os serviços estão mais intensos nesta região do Bairro dos Esportes, onde já tem uma microepidemia. As pessoas agora estão tomando mais cuidados em relação a dengue, mas ainda não acreditam que a dengue pode causar um grande problema para nós. As pessoas que tem os casos confirmados comentam que nunca imaginava que fosse acontecer com elas”, comenta.

Orientação

Com a chegada do frio ao Estado, a população não deve se descuidar das medidas de prevenção da dengue, zika e febre chikungunya, em função da aparente redução da população de mosquitos Aedes aegypti.

A gerente de Vigilância de Zoonoses e Entomologia da Secretaria de Estado da Saúde, Suzana Zeccer, ressalta que os cuidados devem ser mantidos durante todo o ano, como forma de evitar novos casos da doença. “A população de mosquitos diminui, porém, os ovos do Aedes aegypti podem sobreviver até um ano e meio em recipientes secos. Para o ovo eclodir é preciso que ele entre em contato com a água. Se o local em que ele foi depositado não for protegido corretamente, ele ficará ali esperando o momento propício para dar origem a um novo mosquito”, destaca.

Leia Mais:

Bairro dos Esportes e Bortolon são considerados com microepidemia de dengue


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais