Oferecimento de vagas no cemei em regime especial nas férias será estudado pela Educação

7 de março de 2019 18:39 | Visualizações: 250
Educação , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Oferecimento de vagas no cemei em regime especial nas férias será estudado pela Educação (Fotos: Alessandra Oliveira/Lance Notícias)

Em Xanxerê, durante as férias escolares de julho e janeiro, é oferecida aos pais a opção de deixar seus filhos na creche em regime especial. A intenção é atender os pais que não tem com quem deixar seus filhos durante esse período e precisam trabalhar.

Para o período de férias deste ano, de acordo com a secretária de Educação Claudia Fávero, estavam inscritas para o cemei em regime especial cerca de 75 crianças. Mas, segundo ela, cerca de metade das crianças não compareceu no cemei.

– Nós preparamos uma estrutura para receber as 75 crianças, mas, em nenhum dia das férias teve esse número de crianças. Nesse período, ficam duas diretoras e várias estagiárias e tinha dias que, praticamente, tinha uma estagiária por criança quase. Preparamos toda uma estrutura que não era necessária, o dia que mais teve crianças tinha cerca de 40 – comenta.

Diante disso, a Secretaria deve estudar, com o apoio da Promotoria, uma nova forma de realizar as inscrições para o cemei em regime de férias.

– Já tive uma conversa com o promotor, expondo essa situação, que apenas cerca de metade das crianças utilizaram o cemei em regime de férias. Concordamos que esses pais que levaram realmente as crianças durante as férias, precisam mesmo, por isso precisamos pensar em uma solução efetiva para isso – destaca.

De acordo com a secretária, ao longo do ano, serão feitos diversos estudos quanto aos atendimentos no cemei, com o objetivo de melhorar o atendimento às crianças.

– Bato novamente na tecla da convivência familiar, que essas crianças precisam conviver com os pais e mais da metade deu um jeito de ficar com o filho no período de férias ou conseguiu um lugar para deixar a criança, por isso vamos estudar a situação minuciosamente – conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais