Pais que pedirem vaga especial para a férias e não comparecerem, poderão perder a vaga do ano letivo

29 de novembro de 2017 11:52
Educação , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Pais que pedirem vaga especial para a férias e não comparecerem, poderão perder a vaga do ano letivo Foto: Divulgação

Com o objetivo de auxiliar os pais e familiares que trabalham e não tem onde deixar seus filhos, será aberta do dia 02 de janeiro a 02 de fevereiro vagas especiais nas Cemeis de Xanxerê.

Alguns critérios para a seleção das vagas foram implantados nesse ano, como destaca a secretária de educação Claudia Favero.

“Esse ano a gente mudou, será feito aqui na Prefeitura o preenchimento para essa vaga de férias. Então os pais que precisam realmente precisam vir até a Prefeitura entre os dias 04 e 14 de dezembro no horário das 7h30min às 12h30min. A gente vai disponibilizar a creche conforme a demanda, provavelmente será alguma no centro ou próxima dele, tendo em vista que os pais preferem. Então vamos divulgar o local assim que tivermos o número de crianças”.

O pai que pedir a vaga e o filho não frequentar, corre o risco de perder a vaga durante o ano letivo.

“O pai que pedir a vaga e o filho não frequentar, corre o risco de perder a vaga durante o ano letivo, porque nos outros anos muitos pais pediam, mas não levam os filhos, a gente se preparou, por exemplo, no ano passado para atender 160 crianças, mas no máximo foram 60. A gente se prepara, contrata professor, transporte, acaba sendo um recurso perdido. Estamos sendo bem rigorosos para que os pais que realmente precisem utilizar”.

O transporte escolar somente será disponibilizado para as famílias que comprovarem que não tem condições de levar a criança. A justificativa será analisada pela Secretaria.

Direito da criança:

Toda criança não pode passar os 12 meses do ano nos Cemeis, ela tem o direito de passar um tempo com a família.

“A criança não pode frequentar 12 meses de Cemei, ela tem o direito de ficar em contato com a família. Então se o pai tirou férias durante o ano e não ficou uns dias com o filho, esse pai também perde a vaga de férias. A não ser em casos especiais, como ter mudado de emprego ou alguma situação que o impede de ficar com o filho, ele vai ter que comprovar isso. Há exceções também em caso de vulnerabilidade, no qual a criança tenha algum problema, caso a caso vai ser estudado”, conclui Claudia.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais