Partido Novo apresenta aplicativo VP+ para xanxerenses

26 de julho de 2018 10:45
Política , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Partido Novo apresenta aplicativo VP+ para xanxerenses Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias

O Partido Novo de Xanxerê se reuniu na noite dessa quarta-feira (25). Na oportunidade os presentes puderam debater sobre o aplicativo VP+, que mostra detalhes sobre políticos com histórico na área e operações como a Lava Jato. O objetivo é que o eleitor possa acompanhar mais detalhes sobre o seu candidato.

“Esse aplicativo foi desenvolvido pelo pessoal do Vem Pra Rua, ele é muito bom para acompanhar situações como a Operação Lava Jato, para saber sobre o seu candidato, que já exerceu cargo público”, comenta Fábio Moschetta, que faz parte do partido Novo.

Na oportunidade também esteve presente a pré-candidata a deputada federal, Sabrina Avozani.

Fábio destaca ainda os principais pontos do Partido e o que ele tem de diferente, se comparado com os outros partidos.

“Todos os valores do partido Novo são das filiações. Todos os filiados pagam um valor por mês para manter o partido. Nós não iremos usar o valor do fundo partidário. Eu como filiado pago o valor de R$ 30 por mês. O partido demorou quatro anos para conseguir o registro no TCE, com recursos próprios. Nós temos um candidato à presidência que é o João Amoedo, e nós acreditamos que por ele não ter sido político, tem grande chance”, explica.

Moschetta destaca ainda que o partido não irá usar o fundo partidário e que busca uma forma de devolver o recurso ao governo, mas para ser aplicado em áreas que necessitam como saúde, educação e outras.

“O fundo partidário é recurso que poderia ser utilizado na saúde, educação, mas está sendo destinado para fazer campanha política. E, eu não escolho para qual partido vai. Tanto que somos contra o fundo partidário e fundo eleitoral. Os partidos tem que ser eficientes, conseguir engajar, para que a população acredite nos seus projetos e ajudem. Nós recebemos o fundo partidário e fundo eleitoral, mas como somos contra, nós temos o valor aplicado e estamos buscando uma brecha na lei para que esse valor seja devolvido ao governo e aplicado numa área que realmente necessite e não, que volte para o fundo eleitoral. Nós acreditamos que o valor precisa ir para a população”, finaliza.

Moschetta ainda se coloca à disposição de interessados em saber mais sobre o partido e seus ideais.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais