Passageiros e comerciantes pedem por mais segurança na rodoviária de Xanxerê

7 de janeiro de 2019 09:22 | Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Passageiros e comerciantes pedem por mais segurança na rodoviária de Xanxerê Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias

Falta segurança. Esta é a principal reclamação levantada pela comunidade xanxerense no quesito que se refere a situação do Terminal Rodoviário Sady Cavalheiro Marinho – a rodoviária de Xanxerê.

Quem pede por mais segurança são próprios passageiros e também comerciantes. Luiz Facchini tem o comércio no local há anos e segundo ele, a situação está complicada, inclusive, as reivindicações já foram apresentadas para algumas autoridades do município.

– Está terrível. Aqui é bem complicado, até mesmo para trabalhar. A gente não tem mais segurança. Na última semana, um homem foi esfaqueado e nós ficamos com medo. Já fizemos algumas reivindicações e passamos para as autoridades mas, nada foi feito. Às vezes a polícia vem e retira o pessoal, mas eles voltam – diz.

Uma das soluções levantadas pela Administração, que também visa proporcionar melhores condições ao local, é a mudança da rodoviária para o Parque de Exposições Rovilho Bortoluzzi – Parque da Femi.

– Acredito que vai valer a pena, a não ser que faça algo diferente, que coloquem mais segurança, façam uma boa reforma. Aqui é centro e hoje não há muita circulação de ônibus. Eu, por exemplo, já perdi clientes pelo motivo de mendigos ficarem pedindo as coisas. Eles tomaram conta da rodoviária. Até os passageiros estão reclamando. Precisa fazer uma coisa totalmente diferente. Os banheiros estão sempre sujos, a mulher até limpa, mas está sempre complicado – comenta.

Ainda de acordo com o empresário, o objetivo de solicitar por melhorias no local é preservar o cartão postal do município.

– Eu já fui na Prefeitura e eles sabem que aqui é complicado. Não estou criticando ninguém. Eu acho que precisa ter uma autoridade que faça alguma coisa. Essas pessoas são seres humanos, mas o local que eles ficam, é impróprio. Fica feio para a cidade, é um cartão postal. Somos xanxerenses e precisamos lutar por isso, pelas coisas de Xanxerê – conclui.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais