Pessoas que agridem animais podem apresentar transtornos de personalidade

6 de dezembro de 2018 17:11 | Animais , Segurança , Social , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Pessoas que agridem animais podem apresentar transtornos de personalidade Foto: Ilustração

O caso do cachorro que foi morto a pauladas no dia 30 de novembro, em uma loja da rede de supermercados, em Osasco, São Paulo, gerou a revolta de diversos internautas das redes sociais, que apontaram o causador da morte do animal como um maníaco.

De acordo com a psicóloga Rosilei Lemes Vera, pessoas que agridem animais podem ter várias razões, entre elas: falta de empatia, vítima de abuso em algum estágio de sua vida, educação inadequada e até mesmo transtorno de personalidade antissocial.

– Estudos apontam que pessoas que agridem animais são mais propensos a cometerem atos violentos também contra os seres humanos – ressalta Rosilei.

Estes atos de violências estão ligados a pessoas que cometem desde crueldades domésticas, como violência física, psicológica e espancamentos até o homicídio. Independentemente de ser um animal ou uma pessoa, se tratando de um ser vivo, matar de forma brutal, demostra que a pessoa tem problemas psicológicos que demandam tratamento ou internação.

– Esse perfil pode ser tratado, uma vez que não tenha evoluído para transtorno de personalidade antissocial, neste caso se faz necessário internação – finaliza.


Por: Karina Ogliari

Deixe seu comentário

Saiba Mais