Polícia Militar prende mulher que furtou lojas de roupas na região

29 de janeiro de 2019 14:09
Comunidade , região Compartilhar no Whatsapp
Polícia Militar prende mulher que furtou lojas de roupas na região Foto: PM

A Polícia Militar de Seara recuperou, nessa segunda-feira (28), diversos produtos furtados em lojas localizadas na região. O valor estimado das mercadorias é de aproximadamente R$ 5 mil reais.

A recuperação dos produtos e a posterior apreensão das pessoas envolvidas na prática do ato ilícito, ocorreu durante operação policial militar realizada por uma das guarnições de serviço no município.

Após a abordagem de um veículo GM/Astra, placas CRY-3689, de Chapecó, os policiais militares verificaram que encontrava-se no interior do automóvel duas pessoas. A passageira, de 17 anos de idade, e a condutora, uma mulher de 35 anos, de iniciais R.D.S., que não possuía habilitação e nem documentos pessoais. Em consulta ao sistema policial, constatou-se que esta última encontrava-se em prisão domiciliar.

No interior do veículo foram localizadas diversas sacolas contendo mochilas, roupas infantis e adultas, bem como calçados e outros utensílios pessoais, todos novos e com etiquetas de lojas que possibilitaram identificar que as mercadorias eram oriundas de estabelecimentos comerciais da região.

Os policiais militares questionaram as abordadas que, muito nervosas, apresentaram versões diferentes sobre a origem dos produtos. Ao realizar contato com as lojas identificadas por meio das etiquetas, descobriu-se que os produtos eram todos provenientes de furto.

Ambas as envolvidas foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil de Seara. O Conselho Tutelar e os pais da menor foram acionados para acompanhar o caso. A mulher foi detida sem fiança por furto qualificado e corrupção de menores. Para a adolescente, foram aplicadas as medidas previstas no Estatuto da Criança e Adolescente.

Os produtos serão devolvidos para as respectivas lojas, já identificadas, evitando, ou ao menos minimizando, os prejuízos decorrentes da prática do ato ilícito praticado.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais