Policiais Militares de Xanxerê são capacitados para uso de armas não letais

5 de maio de 2016 14:30
Comunidade , Polícia Compartilhar no Whatsapp
Policiais Militares de Xanxerê são capacitados para uso de armas não letais Policiais de Xanxerê são treinados (Foto: Divulgação)

Aconteceu na no quartel da Polícia Militar de Xanxerê, nesta semana um treinamento para habilitação dos Policiais Militares ao uso dos Dispositivos Eletrônicos de Controle (DEC) Condor SPARK. O objetivo do treinamento foi capacitar os Policiais Militares para ao uso do equipamento que já existe em várias OPMs do Estado, e algumas OPMs da área de circunscrição da 4ª Companhia.

Sob a docência do Capitão Carmiliano do Amarante, os Policiais Militares tiveram oportunidade de conhecer, manusear e testar o equipamento, e principalmente quando é necessário seu uso.

A nova arma elétrica emite ondas com atuação direta sobre o sistema nervoso central, causando contrações musculares e desorientação mental. Por ser um dispositivo de ação dupla evita acionamento acidental e dispara dois dardos – com carga elétrica de 50 mil volts/2,8 miliamperes – capazes de neutralizar sem causar lesão permanente ou morte. Possui munições disponíveis para alcance de seis, oito e dez metros, mira a laser, cartucho com trava de proteção, memória digital interna, com hora e data dos disparos efetuados e porta USB para captura de dados armazenados na arma relativos ao seu funcionamento.

Segundo o Capitão Amarante, “a compreensão do conceito não-letal permite que os órgãos que garantem a segurança em todo o mundo disponham de equipamentos cada vez mais sofisticados, eficazes e precisos, que, juntamente com os armamentos convencionais, tornam as missões bem-sucedidas”.

Ao todo foram capacitados 51 (cinquenta e um) Policiais Militares. O treinamento ocorreu com sucesso e o objetivo do Comando da 4ª Companhia é a aquisição do equipamento para todas as OPMs dessa circunscrição, uma vez que esse dispositivo tem se mostrado eficiente para o desfecho de ocorrências e proporcionando assim em caso de reação não letal por parte do cidadão abordado, menor contato possível para contê-lo. (Assessoria de imprensa)

13087348_960195557427198_3898905579394128034_n


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais